Dez Mandamentos: Evangelismo ou ganância?

Era uma novela que virou filme, que virou livro, que voltou a ser novela, que vai virar musical, sem contar que a trama está faturando com a venda de uma linha exclusiva de bijuterias.

por Josiel Dias

  • dez-mandamentos

Confesso que não tenho acompanhado essa segunda temporada da novela “Os Dez Mandamentos”, não porque eu não goste do roteiro ou da história, mas é que para mim já deu. Fico com a real história através das páginas da Bíblia Sagrada. A trama contada pela Record, se pesquisarmos e formos conferir, perceberemos uma história diferente em alguns aspectos da real história bíblica.

Mas devo confessar que os caras são bons no marketing e para ganhar dinheiro. Eu fiquei admirado com o marketing poderoso feito pela Rede Record de Televisão em torno dos Dez Mandamentos, chegava a ser enjoativo as chamadas feitas, quase como lavagem cerebral em torno da trama desta novela. Confesso que quando começava, exaustivamente, a propaganda, eu mudava imediatamente de canal.

Saiu uma matéria por estes dias, neste mesmo site Gospel Prime, que a Rede Record usou até um Pai de santo para divulgar a Novela. Sei não viu, acho pouco provável que a intenção seja mesmo evangelismo e não comercial.

Evangelismo ou ganância?

Nunca se ganhou tanto dinheiro com histórias bíblicas. No começo era apenas uma simples novela que foi se esticando, inventando histórias que, quando comparadas a Bíblia, se distanciavam da verdade. Depois a novela virou filme, que foi, segundo a denominação e algumas mídias, recorde de bilheterias em todo o Brasil.

Record já faturou mais de R$ 140 milhões com “Os Dez Mandamentos”

A Rede Record segue colhendo os frutos com essa história do povo hebreu. Segundo a coluna “Outro Canal Blog/Folha” a Record já faturou 50 milhões só com a exportação da novela para outros países, sem contar a parceria com a NetFlix, que não teve valores divulgados.

Já o filme da trama rendeu a Record cerca de R$ 90 milhões, ou seja, se somarmos o valor faturado com a novela de R$ 50 mi mais R$ 90 mi do filme, chegamos a um resultado de 140 mi. Você pensa que vai parar por aí??? Claro que não!!!

Pois bem, era uma novela que virou filme, que virou livro, que voltou a ser novela, que vai virar musical, sem contar que a trama está faturando com a venda de uma linha exclusiva de bijuterias. Segundo o Site Veja/Abril as bijuterias são de metais e couros e o custo delas variam entre R$ 14,00 e R$ 80,00. Imagina só os adeptos dessa denominação comprando as bijuterias e quanto isso ia de fato render?

Tudo isso, e toda essa cifra, me faz questionar se de fato o maior interesse dos responsáveis seja mesmo o evangelismo. Quando converso com adeptos dessa denominação, eles alegam de pé junto que o maior interesse da denominação é que o Brasil seja evangelizado por essa novela. Segundo eles muitas almas voltaram pra Cristo através dessa história e isso não tem preço…

Eu, de forma alguma sou contrário a essa ou aquela denominação, ou contrário a trama dos Dez Mandamentos. O problema é o que está por trás desse tal “Evangelismo”. Será que a verdadeira intenção é contar o que a bíblia mostra?

Se você, de alguma forma, faz parte ou é simpatizante a essa denominação não fique chateado comigo, apenas reflita se, de fato, tudo isso é para evangelismo. Use seu cérebro, não é pecado pensar… Reflita! Para mim está mais para ganância do que evangelismo, pois, até mesmo o evangelismo é gratuito, como também a salvação….com informações gospel prime.

Responda Dez Mandamentos: Evangelismo ou ganância?

Pr Josiel Dias