Dilma pode recorrer ao” papa e ao diabo”; disse Gilmar Mendes. E ela foi….

Dilma manda emissárias ao papa “denunciar golpe”

 Ele respondeu”vou orar pelo Brasil”
golpe-no-papaEnviados foram ao papa “denunciar golpe”

As petitas famosas Letícia Sabatella e a juíza Kenarik Boujikian Felippe, do Tribunal de Justiça de SP, foram à Roma e se encontraram com o papa Francisco.

Elas tentaram mostrar “o lado dos movimentos sociais”, sob a ótica do PT, na atual crise política e econômica provocada pelo caos levada pela presidente Dilma..

A ideia, era entregar uma carta escrita pelo advogado esquerdista Marcello Lavenère membro da Comissão Brasileira de Justiça e Paz da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB).

Só para lembrar,ele foi o autor do pedido de impeachment de Fernando Collor, em 1992, e hoje é um defensor ferrenho de Dilma Rousseff e é claro contrário ao impeachment.

A juíza defensora petista, disse que a resposta do papa é que ele “irá orar pelo povo brasileiro, que se preocupa com o Brasil. E, perguntado sobre a postura de um diálogo necessário sobre o nosso ponto de vista, reiterou que o diálogo é sim uma necessidade para a construção de um mundo melhor para todos”.

índice3Papa Francisco

Na verdade, as enviadas petistas queriam ouvir mais do pontífice mas, ele na sua sabedoria e conhecedor do caos politico levado pela administração petista de Dilma, não se envolveu com a questão limitando-se a dizer que “vai orar pelo Brasil” aliás, nada mais poderia ele fazer. É lógico que não iria se intrometer nas questões políticas brasileiras.

A atriz petista declarou que era “pertinente pedirmos auxílio e levarmos ao papa o que está acontecendo”. Para ela, “Existe uma sombra, um ódio, uma busca pelo bode expiatório que não vai resolver a situação sistemática do país”.

As duas enviadas, alicerçadas pela carta de Lavenère, que insiste, na máxima petista, de   que o país “se encontra na iminência de sofrer um ‘golpe de estado’”. Essa falácia não encontra mais guarida entre os governantes de outros países.

Segundo João Pedro Stedile, diretor nacional do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), lembra que “Esta conjuntura tem réplicas em outros países sul-americanos em que governos com a mesma orientação contrária à visão neoliberal e em favor de políticas de inclusão foram ou estão na iminência de serem desestabilizados”. Um reconhecimento da falência nesse tipo de doutrina e governo de esquerda.

Nada foi dito ao papa sobre às dezenas de denúncias de corrupção envolvendo o governo Dilma e de Lula, seu antecessor. Também ignorou-se o fato de que todo o processo de impedimento foi acompanhado pelo Supremo Tribunal Federal, tendo sido aprovado pela Câmara dos Deputados e está correndo no Senado e hoje, caso não ocorra nenhuma decisão contrária do STF,se confirmará o seu afastamento. E Dilma, mesmo tendo direito à ampla defesa, não conseguiu mostrar que as acusações de crime de responsabilidade não aconteceram.

A  coincidência, sobre essa visita ao papa Francisco foi divulgada poucas horas antes do ministro do STF, Gilmar Mendes, dizer que as tentativas do PT de anular o impeachment são inúteis. “Ah, eles podem recorrer ao papa e ao diabo”, recomendou. Agora, quem sabe recorrerão ao diabo.Com informações de RFI e gospel prime

045

 

Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., é autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria, A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.