Perseguido por baratas. Uma história real

imagesbar

Pr. Ângelo Medrado

Tudo começou quando, no final da década de 60, eu fazia o serviço militar, e estávamos de prontidão cerrada devido a nossa presidenta Dilma Rousseff, no auge da sua vida de assaltante de banco, sequestradora, assassina e terrorista com a sua “curriola” que a acompanha até nos dias de hoje, exceto os já atrás das grades, no xilindró, plantava o terror no Brasil, ameaçando e jogando bombas em quarteis

Certo dia, o General do comandante do QG da 2á RM, Barra Funda-SP, determinou, para aliviar a tensão da tropa que se fizesse uma feijoada no quartel. A notícia correu. Eba! Hoje vai ter feijoada.Todos felizes pois comeríamos uma comida diferente no rancho. Eu era o primeiro da fila, pois o meu nome começa co A.

Como sabem, no quartel, as carnes de primeira vão para os oficiais generais, a de segunda vão para os oficiais menores, a de terceira para os sargentos e suboficiais e o que sobrar, se sobrar é destinada aos soldados.

Enfim, chegou a hora, peguei meu bandejão, arroz, couve, farofa e a feijoada que maravilha. Uma grande concha de feijoada foi colocada em minha bandeja, e que surpresa! veio um pedaço de carne — lembre-se que o suíno tem quatro patas, duas orelhas, um focinho e a barrigada–, tudo isso para ser divido entre 300 soldados. Fui premiado.

Os colegas que sentaram ao meu lado ficaram de olho no meu pedaço de carne e percebendo que meu prato seria atacado mais que depressa espetei meu garfo na carne e levei-o à boca, mordi e senti um  “creck” , a carne estalou. Senti também que havia algo esquisito naquela carne, pois elas tinha algumas perninhas roçando minha linguá. Joguei no chão e vi uma horrorosa e asquerosa  e nojenta barata voadora jaz aos meus pés. Ela devia ter se afogado na feijoada. Os colegas me zoaram por muito tempo e me chamavam de “comedor de baratas

A partir daquela ocasião algo novo aconteceu na minha vida. Se fosse dormir, aparecia uma barata, em todo canto por onde eu andava, em todos os lugares,  principalmente à noite, via baratas e elas estavam me fitando.

Encontrei baratas em todos os.lugares e situações imagináveis. certa ocasião, no Rio de Janeiro, almoçando com amigos, eis que surge uma barata na parede do outro lado do restaurante, na parede oposta.

Falei com os amigos que aquela barata iria me atacar. Logicamente  riram de mim. Fiz uma aposta com eles: se ela me atacasse eles pagariam minha despesa e  caso não acontecesse eu pagaria a deles. Fiquei com um olho no prato e outro na barata, ela ia de um lado para o outro até que parou levantou as antenas, como se houvesse me localizado preparou e voou em minha direção, eu estava preparado, esperando e desferi-lhe um tremendo tapa jogando-a ao chão. Fiz um escândalo, quase subi na cadeira, mas “segurei a franga”. Chamei o gerente, discuti, repreendi e ganhei a aposta. A partir dai meus amigos acreditavam na minha história.

Eu viajava muito, ficava hospedado em hotéis, levava comigo a minha arma, aerossol mata baratas, pois sempre as encontrava nos hotéis. Encontrava-as nas toalhas, embaixo das cobertas, por todos os lados. Antes de dormir eu passava veneno e sempre encontrava baratas mortas. Até dentro de pão encontrei baratas mortas. Elas me perseguiam e parece que sabiam aonde eu iria estar. Um horror. Isso permaneceu por quarenta anos.

Certo dia, um pastor amigo me convidou para ir a um culto e fui com ele, lá estavam cerca de 30 pessoas, uma “Missionária de fogo” estava orando, pregando, revelando e profetizando. Ela se dirigiu a mim e disse: Meu irmão, você vive sendo perseguido, pensei comigo: Ela errou, não tenho inimigos, continuou:” Vejo na sua frente um demônio do seu tamanho, ele tem forma de uma barata”, fiquei surpreso, “ele fica dando ordens a seu respeito para outros demônios que te perseguem por onde você vai e tentam te atacar”,  mas, a partir de hoje eles vão sair da sua vida e começou a expulsar o demônio a pisar forte no chão como se estivesse matando baratas. Depois daquele dia, nunca mais fui atacado pelas baratas. O demônio foi embora.

Meu amigo, minha amiga, caso você sofro perseguições de qualquer natureza, pessoal ou animal procure uma igreja evangélica e peça ao pastor para expulsar da sua vida esses demônios perturbadores.

Deus abençoe o seu dia.

06-06-16 013

Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria,A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.