Categorias
Estudos

Estudo revela o que líderes evangélicos pensam sobre fim dos tempos

 

A maioria dos líderes evangélicos acreditam que Jesus Cristo irá retornar à Terra e então reinar com seus seguidores por 1.000 anos, mostra uma nova pesquisa.

A maioria dos líderes evangélicos acreditam que Jesus Cristo irá retornar à Terra e então reinar com seus seguidores por 1.000 anos, mostra uma nova pesquisa, 09 de março de 2011.Essa teologia do fim dos tempos é chamada de pré-milenismo e 65 por cento dos líderes evangélicos pesquisados se identificam com ela.

Como parte dessa pesquisa mensal, a Associação Nacional dos Evangélicos pesquisou seu conselho de diretores, do qual incluem os Diretores Executivos das denominações e representantes de uma vasto leque de organizações evangélicas, sobre suas crenças escatológicas.

“Está em nossa natureza humana querer preparar a nós mesmos – fisicamente, emocionalmente, espiritualmente – pelo que pode estar à frente,” disse o Presidente da NAE, Lieth Anderson.

A pesquisa, publicada esta semana, encontrou que 13 por cento dos inquiridos são amilenistas – acreditando que o reino milenar não literal de Cristo está acontecendo agora enquanto Cristo reina à direita do Pai.

Quatro por cento acredita que a segunda vinda de Cristo que irá ocorrer depois do período de 1.000 anos durante o qual as nações irão progressivamente estar convertidas ao Cristianismo. Essa é a teologia pós-milenista.

Dezessete por cento, entretanto, identifica-se com a teologia final “outros” tempos.

Enquanto a maior parte dos líderes evangélicos sustentam uma crença pré-milenista – no qual o período de 1.000 anos é justiça e paz em todo o mundo e precede o fim do mundo – mesmo dentro deste sistema de crença, há variações.

Os pré-milenistas discordam quanto ao período do arrebatamento, se os Cristãos irão subir e unir-se a Jesus durante ou depois do período de tribulação – que vem antes do retorno de Cristo.

Entretanto, muitos líderes evangélicos concordam que o foco nos detalhes dos últimos dias pode ser uma distração de viver fielmente no presente, de acordo com a pesquisa.

Roy Taylor, declarou ao secretário da Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos, “Na medida em que o tempo aproximado do Segundo Advento entrou em causa, eu me demiti do Comitê de Planejamento e juntei-me ao Comitê de Recepção.”

Além disso, dadas as várias visões sobre o fim dos tempos, a Open Bible Churches, uma asosicação de Igrejas Evangélicas Pentecostais Carismáticas, alterou sua Declaração de Fé para dar aos ministérios e constituintes uma liberdade maior nos ensinamentos escatológicos.

A declaração de fé da Open Bible Chuches sobre a segunda vinda de Cristo afirma simplesmente: “Nós acreditamos que a segunda vinda de Cristo será pessoal, visível e triunfante.”

Data: 10/3/2011 08:43:44
Fonte: Christian Post

Categorias
Artigos Cultos

ESTAMOS VIVENDO O APOCALIPSE – superbactéria é o princípio do fim

 

Estevam Hernandes diz que superbactéria é princípio do fim

Por: Redação Creio

No culto de Celebração da Família deste domingo,dia 24, o apóstolo Estevam disse: “Estamos vivendo o apocalipse”. De acordo com o líder da Renascer, a superbactéria que está assolando alguns hospitais do Brasil é o sinal do “cavalo amarelo” que o livro de apocalipse cita:

E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra. (Apocalipse 6:7-8)

Estevam disse: “Não existem remédios para essa superbactéria. Novas enfermidades virão sobre a terra… isso é o sinal do cavalo amarelo que está no livro de apocalipse. Temos que ficar em aliança com Deus.”

A doença

De janeiro a outubro deste ano, o Ceará já identificou 150 suspeitas de casos de pessoas contaminadas pela superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC), confirmou a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Estado.

Desses 150 casos suspeitos, 27 aguardam o resultado do teste de biologia molecular, que confirma, ou não, a infecção. A maioria das pessoas que podem estar contaminadas pela bactéria estava internada em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

Segundo informações da assessoria ainda não há previsão de data para divulgação dos exames. Até lá, os suspeitos de contaminação permanecem isolados e recebendo os medicamentos adequados.

A Superbactéria

A Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) é um mecanismo de resistência de bactérias a um grupo de antibióticos. Ao adquirir uma enzima, a bactéria se tornou resistente a um grupo de antibióticos, incluindo os mais potentes contra infecções.

Apesar de sua presença ser mais comum na espécie que lhe rendeu a nomenclatura, o KPC pode ser identificado em outras bactérias. Por ter seu campo de atuação restrito a hospitais, os micro-organismos com KPC não oferecem riscos à comunidade, desde que a pessoa não esteja hospitalizada.

Com informações da Folha Renascer

Data: 27/10/2010 09:11:29
Fonte: Com informações Folha Gospel

20-06-16 034

 Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria, A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.

Categorias
Estudos

A GRANDE TRIBULAÇÃO

arrebatamento2

Pr. Djalma Gomes

Em Mt. 24:21. “Porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais.” Não quero com este estudo, trazer medo a nenhum dos irmãos, muito pelo contrário, quero com isto despertar a muitos para o aproveitamento desta dispensação a qual estamos vivendo.

Não temos que ter medo e sim que temer a Deus e dar-lhe glória conforme Ap. 14:7. pois o Amor lança fora todo o medo I Jo. 4:18, Jesus falou não tenham medo dos homens pois matam o corpo e não tem o que fazer com a alma antes vos digo a quem devem temer a Deus que mata o corpo e lança a alma no inferno Mt. 10:28, não devemos também ter medo da morte, porque Jesus veio para livrar os que tinham medo da morte Hb. 2:15. E também não temos que ter medo do inferno, pois ele será lançado no lago de fogo Ap. 20:14, devemos sim, amar a Deus e confiar em Jesus, sendo fiel para com ele. A grande tribulação será um período logo após o arrebatamento que o Anticristo irá governar, período este que será seguido de: terrível sofrimento e tribulação para todos os que viverem na terra. Observe:

1.Será de âmbito mundial (Ap. 3:10) 1. Será o pior tempo de aflição e angústia que já ocorreu na história da humanidade (Dn. 12:1; Mt 24:21)

2. Será um tempo terrível de sofrimento para os Judeus (Jr. 30:5-7)
3. O período será controlado pelo “homem do pecado o Anticristo (Dn 9:27; Ap. 13:12)”.
4. Será um tempo de grande perseguição um tempo de grande sofrimento e de perseguição pavorosa para todos quantos permanecerem fiéis a Deus (Ap. 12:17; 13:15)
5. Será um tempo de ira de Deus e de juízo seu contra os ímpios (I Tess. 5:1-11; Ap. 6:16,16) No começo dos sete anos de tribulação, o Espírito santo será “afastado” (I Tess. 2:7) Isso não significa ser Ele tirado do mundo, mas que cessará sua influência restritiva à iniqüidade e ao surgimento do Anticristo. Todas as restrições contra o
pecado serão removidas, e começará a rebelião inspirada por Satanás.

As atividades do Anticristo:
1. Declarara ser Deus (Ap.11:6,7; 13:7-18 Dn. 7:8,24,25)
2. Exigirá adoração (Dn 8:4 Ap. 13)
3. O homem aspira tornar-se divino desde a criação (Ap. 13:8)
4. O homem do pecado com grandes sinais, maravilhas, e milagres a fim de propagar o engano no mundo inteiro, prodígios de mentira. (I Tess. 2:9 visto pela televisão). Como é fácil das pessoas serem enganados, Ex. hoje há interpretação, Ap. 7:4-8 de acordo com o ponto de vista dos dispensasionalistas fala dos 144.000, que se refere a um grupo de Judeus, literalmente vivos no momento da Grande Tribulação que receberão um selo com o qual não sofrerá nenhum dano no período da Grande Tribulação porque no inicio do império do Anticristo será feito um acordo com eles e acordo de Judeus não pode ser quebrado. Mas tem ensinos por aí que dizem que só vão para o céu os 144.000, e o povo crer.

QUAL É A VISÃO DE DEUS SOBRE A TRIBULAÇÃO?
O termo Grande tribulação incita terror dentro dos corações dos homens, e com razão. O retrato de Deus sobre a Tribulação é um período de sete anos de terror incomparável que só pode ser descrito como o inferno na terra.
Quando a Bíblia fala de tribulação no sentido técnico nos fala de: provação, sofrimento, angústia que o indivíduo enfrenta. Quando nos fala de forma técnica ela se refere ao período de sete anos que se seguirá ao Arrebatamento da Igreja.

O PROPÓSITO DA GRANDE TRIBULAÇÃO
1. Fazer com que Israel reconheça que Jesus Cristo é o Messias Mt. 23:37-39; Ez. 20:33-38
2. É julgar as nações gentias pela tentativa de exterminar a nação de Israel e pelo abuso dos povos gentios Gn. 12:3.
3. É permitir que o mundo que rejeita a Cristo possa experimentar pessoalmente a tristeza e o sofrimento criados pelo império maligno administrado por Satanás, o Anticristo e o falso profeta.
4. É derramar a ira de Deus sobre todos os povos que rejeitaram o evangelho II Tess 1:8.

A GRANDE TRIBULAÇÃO CAUSARÁ TERROR
A. Será chamada de “Tempo de angústia para Jacó” (Jr. 30:7).
B. Será tempo de “Ira” (Is. 26:20)
C. Tempo de “Angústia” (Dn. 12:1).
O período total de sete anos é chamado de “Tribulação” enquanto que os últimos três anos e meio de “Grande Tribulação”, porque a intensidade do sofrimento criado pela ira de Deus se tornará insuportável. Este dia é descrito pelo profeta Sofonias como: “O dia do Senhor” dia de indignação de angústia de alvoroço e de desolação, dia de escuridade e negrume, dia de nuvens e densas trevas, dia de trombeta Sf. 1:15,16. João descreve este dia como Ap. 6:17 “O grande dia da ira deles”. Ele se refere ao “vinho da cólera” é o lagar da cólera de Deus (14:10,19). Taças cheias de cólera de Deus serão derramadas (15:7;16:1). Ninguém escapará da cólera na Grande Tribulação. O sofrimento será tão intenso que: Ap 6:15-17 (ler) os reis da terra (governadores)
grandes (militares) ricos e poderosos (influentes) escravos (oprimidos) livres (todo o restante).

OS CRISTÃOS PASSARÃO PELA TRIBULAÇÃO?
Há quatro pontos de vista principais:
1. A posição pós-tribulacionista afirma que a igreja passará por toda a tribulação
2. A posição Semi-tribulacionista passará pela primeira metade da Tribulação
3. A posição pré-tribulacionista afirma que a Igreja não passará por nenhum momento da tribulação.
4. A posição de o Arrebatamento parcial crer que os santificados serão levados antes da Tribulação e que o restante da igreja passará pelo julgamento.

Analisemos, agora, a posição pré-tribulacionista. A cobertura pelo sangue. A Igreja foi purificada pelo sangue de Jesus e não necessita de outra purificação, pois a Tribulação é uma época de ira, julgamento, indignação, trevas e destruição, e quem está em Cristo não há condenação (Rm. 8:1).

Em Ap. 4:19 a Igreja é vista no inicio da Grande Tribulação como, assentada, vestida e coroada. Dessa forma o Arrebatamento precederá a Tribulação. Outra razão pela qual creio que a posição pré-tribulacionista ter fundo de verdade é porque o Senhor vem para a Igreja que o livra da ira futura.

CONCLUSÃO: A palavra de Deus está para ser analisada, pesquisada, estudada e acima de tudo aceita como regra de fé e prática. Não somos donos da verdade, mas servimos ao Deus que é a verdade em Jesus Cristo. Cada cristão deve ter a sua posição diante de Deus, deixando de lado a sua opinião formada e crer no poder da palavra que está acima de tudo e de todos.
Ensino, Pr. Djalma Gomes 25/08/10

06-06-16 013

Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria, A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.