Categorias
Artigos

Pestilências são um sinal da volta de Cristo, lembra pastor

Hernandes Dias Lopes fez alerta em suas redes sociais

Hernandes Dias Lopes. (Foto: Reprodução / Facebook)

O reverendo presbiteriano Hernandes Dias Lopes fez um alerta a todos os cristãos em seu perfil do Facebook. Falando sobre a segunda vinda de Cristo, o pastor lembrou de alguns sinais bíblicos que evidenciariam os tempos do fim.

Asseverando que ninguém pode marcar ou prever a data do retorno de Cristo, o reverendo apontou alguns sinais que deveriam mobilizar os cristãos em sua fé e alertar sobre a brevidade dos tempos.

O alerta acontece em meio ao alarde de surto do coronavírus, que já causou a morte de 2,9 mil pessoas na China e outras 120 em outras partes do mundo, de acordo com dados oficiais do governo chinês. Fora da China, o vírus segue se espalhando no Irã, Itália e Estados Unidos.

O Brasil segue com 2 casos confirmados e 433 casos suspeitos. Os dois infectados são brasileiros que estiveram recentemente na Itália. Eles estão em isolamento domiciliar.

Confira os 10 sinais listados pelo reverendo:

  1. Engano religioso;
  2. Guerras e rumores de guerra;
  3. Terremotos;
  4. Pestilências;
  5. Aumento da ciência;
  6. O aumento da iniquidade;
  7. O esfriamento do amor;
  8. A perseguição religiosa;
  9. A apostasia;
  10. O aparecimento do homem da iniquidade.

Por Pastor Ângelo Medrado

Pastor Batista, Avivado, Bacharel em Teologia, PhDr. Pedagogo Holístico docente Restaurador, Physgal, Reverendo pela International Minystry of Restoration - USA - Multiuniversidade Tupinambarana - Descendente Indígena Tupinambarana, Autor dos Livros: A Maçonaria e o Cristianismo, O Cristão e a Maçonaria, A Religião do AntiCristo, Vendas Alto Nivel com Análise Transacional, Comportamento Gerencial. Conhecimentos de Ingles,Espanhol,Francês,
Casado, 4 filhos, 4 netos, Pastor da Igreja Batista Avivada em Brasilia,DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.