Categorias
Vídeos

Série de TV mostra como próximo papa pode ser um tirano

Estrelada por Jude Law, seriado fala sobre um órfão norte-americano que desde criança foi preparado para assumir o trono da Igreja Católica.

 

papa1-tiranoEstrelado por Jude Law, a série de “The Young Pope” [O Papa Jovem] chega à televisão em outubro. Os dois primeiros episódios exibidos no Festival de Cinema de Veneza, na Itália, chamaram a atenção da mídia por seu tom provocador.
Criada pelo diretor italiano Paolo Sorrentino, os 10 episódios vão contar a história fictícia do papa Pio XIII, um órfão norte-americano que desde criança foi preparado para assumir o trono da Igreja Católica.

Diane Keaton interpreta a irmã Mary, uma freira nascida nos EUA que educou Lenny (nome de nascimento de Pio), e serve como sua secretaria e conselheira. Em uma das cenas ela olha para o jovem e diz “posso ver a face de Cristo em você”. Num outro momento ela diz que “mais de um bilhão de pessoas estão esperando que ela lhes diga o que fazer”.

As cenas exibidas em Veneza mostram uma figura autoritária e cínica, que sabe a extensão do seu poder, mas não parece se importar muito com Deus na equação. Em um dos diálogos, ele afirma com um sorriso: “Não tenho pecados”.

“O personagem do filme é diametralmente oposto ao papa atual, mas parece apontar que o sucessor de Jorge Mario Bergoglio poderá ser um Pontífice mais conservador”, acredita Sorrentino. Em um momento onde Francisco faz uma campanha mundial pela união de todas as religiões, a imagem de um papa com vocação para tirano que fala sobre guerras é um grande contraste.

Ganhador do Oscar por “A Grande Beleza”, o diretor italiano aborda na série temas que podem ser considerados tabus, como violação de segredos confessionais, marketing religioso, masturbação, casamento gay e acúmulo de riquezas dentro da Igreja Católica. “É ilusão pensar que a Igreja sofreu mudanças com o papa Francisco. Meu papa fictício pode se tornar, no futuro, algo muito verossímil”, provoca.

Um tipo de Anticristo

Para alguns analistas cristãos, a imagem, ainda que fictícia, colabora na preparação para a vinda de um líder religioso carismático que encarnará o mal. Não está claro se o final da série mostrará que ele é um tipo de Anticristo – não o próprio –, mas o material divulgado chamou a atenção da revista pentecostal Charisma, que seguidamente analisa as mensagens subliminares em programas de TV.

Na trama, Lenny foi eleito por uma articulação do cardeal vivido por James Cromwell. Astuto, irônico, pedante, amargurado e cruel, Pio XIII tem um discurso que mostra como o poder eclesiástico não significa que exista temor de Deus. Para os críticos, a produção irá mostrar os bastidores do Vaticano, de modo similar como House of Cards revelou o jogo de poder político.

De acordo com Belfast Telegraph, a coprodução da HBO com a Sky e o Channel+, deve chegar ao Brasil no início de 2017. Com informações do Gospel Prime

Confira o trailer:

Categorias
Noticias Vídeos

Bianca Toledo faz vídeo com “esclarecimento final”

 bianca-toledo-2

Ela explica que teve a orientação de um advogado e redigiu o texto, que soa como uma carta aberta ao seu público. Com quase três milhões e meio de seguidores somente no Facebook,

Toledo ficou famosa por conta do seu testemunho de ressurreição após ter sido dada como morta pelos médicos.

No vídeo mais recente, ela explica que ficou “abalada psicologicamente” com toda a situação que envolveria a descoberta que o ex-esposo sofre de um distúrbio de múltiplas personalidades.

Também abordou a questão dele ser homossexual e pedófilo, deixando claro várias vezes que durante o casamento, foi descobrindo várias mentiras.

Isso inclui as doenças afirmadas por ele, até o câncer na hipófise alegado por Felipe – que pediu por meses orações por cura divina. Relata ainda que a avaliação da situação dos distúrbios e problemas psicológicos do pastor podem ser comprovados por uma médica que o atendeu.

A líder religiosa afirma também que uma assessora do ministério deles teria provas de que o pastor Felipe tinha uma vida dupla. Ela se diz enganada e que sempre foi “muito sincera” nos programas que gravou com o cônjuge falando sobre casamento.

O material postado por Toledo deixa claro que a decisão tomada por ela de expor tudo publicamente foi calculada e levou tempo para ser feita, enquanto ela recolhia provas e procurava orientação.

Explicita que foi o filho dela que contou sobre o suposto abuso, em uma conversa de duas horas. Segundo a pastora, o menino de 5 anos afirmou: “Mamãe, se eu te contar ele vai dizer que é mentira”.

Com visível consternação, a pastora narra que levou o filho à uma psicóloga. O menino narrou a essa pessoa o que aconteceu durante os abusos, material que hoje fazem parte do processo que corre em segredo de justiça. Logo, ela não forneceu maiores detalhes.

Bianca Toledo explica que seu casamento não era de fachada, acusação comum dos internautas. Fica claro também o quanto a superexposição nas redes sociais interferiu na relação deles.

Quando narra a confrontação com o marido, ela se emociona e classifica Felipe de “monstro”. Asseverou que temia pela sua integridade física.

Insistiu que o pastor com quem foi casada por mais de dois anos tentou cometer suicídio, tomando antidepressivos e sofreu um surto psicótico. “Psicose maníaco-depressiva com neurose grave” foi a avaliação do quadro por um psiquiatra da clínica onde ele foi internado.

Ela termina com uma oração, pedindo que Deus traga discernimento sobre a igreja nos últimos dias. Avisa ainda que deseja esclarecer todas as mentiras e boatos que vem circulando na internet em relação a ela. “Eu sei que Deus vai me restaurar de novo”, finalizou.

Logo em seguida, há o depoimento do advogado da pastora Bianca, que menciona a existência de oito testemunhas que comprovam todas as acusações dela. Justifica que a soltura de Felipe se deu por questões jurídicas, não por ser inocente. Queixou-se da participação do advogado do pastor em programas de TV e assegurou que tudo será provado no julgamento do processo.

A versão de Felipe

Felipe Heiderich ficou preso por cinco dias e foi solto sem tornezeleira eletrônica. Ele está em prisão domiciliar e logo que saiu do presídio divulgou um vídeo no qual falou sobre as acusações contra ele.

Com a cabeça raspada e visualmente abatido, reafirmou que é inocente de todas as acusações que foram feitas. Primeiramente disse que sua vida conjugal estava normal até o dia 12 de junho. Segundo ele, Bianca o comunicou que teria descoberto sua homossexualidade e o acusou de abusar sexualmente de seu filho.

Felipe revela que entrou em desespero e tomou alguns comprimidos de Rivotril para “dormir”, mas nega que tenha tentado se suicidar.

Em seguida, pede perdão à igreja, caso esse episódio tenha feito alguém se enfraquecer na fé. “Só de achar que eu tenha sido uma vergonha para o Evangelho já causa uma dor insuportável no coração”, afirma ele que era pastor da AME (Associação Mundial de Evangelização e Ensino), fechada por conta do episódio. “Deus não tem nada a ver com isso”, afirmou.

Ao dar sua versão dos fatos, acusa a ex-esposa de ter o internado como louco no Hospital Vitória, onde ele ficou por oito dias até que sua mãe conseguiu tirá-lo dali.

Sobre os dias na prisão, desabafou: “Eu fui acusado, julgado, sentenciado”, comparando-se com a história bíblica de José.

Não comentou as acusações de homossexualidade, mas afirmou ainda que o laudo sobre possíveis abusos sexuais no filho de Bianca Toledo é “inconclusivo”, o que comprovaria sua inocência.Com informações Gospel Prime

Assista:

27-5-16-a 006

Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria,A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.

Categorias
Artigos Vídeos

Malafaia pede prisão de petistas

Vídeo é direcionado a procurador-geral Rodrigo Janot

por Jarbas Aragão – gospelprime
silas-malafaia Malafaia pede prisão de petistas
 Como tem sido frequente nos últimos meses, o pastor Silas Malafaia gravou um vídeo para comentar os últimos acontecimentos da política nacional.
Em pouco mais de três minutos ele enviou uma mensagem ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Conforme foi amplamente divulgado pela imprensa, Janot encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido de prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros, do senador e ex-ministro de Temer, Romero Jucá, do ex-presidente da República José Sarney, e do presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha, todos do PMDB.

O caso está com o ministro do Supremo Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF. Ele deve levar ao pleno do Supremo.

Segundo o que foi “vazado”, a justificativa das prisões é a tentativa desses políticos em obstruir as investigações da Lava Jato.

O caso veio a público após a divulgação de gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado.

Para Malafaia, a lista de pedidos de prisão deveria incluir mais nomes: Dilma, Lula, Edinho Silva, Aloísio Mercadante, Gleisi Hoffmann, Humberto Costa e Lindbergh Farias – todos do PT.

Ao fazer essa avaliação, ele reafirmou sua postura: “Quem deve, que pague… seja quem quer que seja!”. Contudo, afirma não entender os motivos que levaram a PGR a levar em consideração as gravações de Machado e ignorar várias outras gravações e delações que foram igualmente reveladas ao público.

Ao mesmo tempo em que parabeniza o “belíssimo trabalho do Ministério Público Federal”, o pastor disse que corre-se o risco de vermos no país uma desmoralização da justiça com essa demonstração de parcialidade.

“A sociedade brasileira quer ver incluídos os outros denunciados da Lava Jato”, enfatizou Malafaia. “Parece que o senhor está protegendo petralhas e Dilma”, encerrou.Veja o vídeo abaixo

06-06-16 013

Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria, A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.