Categorias
Noticias

Ex-bruxa diz que Baal e Asherah se infiltraram na igreja cristã

Beth Eckert diz que a adoração foi corrompida e que devemos nos arrepender.

Beth Eckert, ex-bruxa (Foto: Reprodução/YouTube)

Uma ex-bruxa que passou parte da sua vida envolvida no ocultismo, afirmou que alguns dos principais falsos deuses do Antigo Testamento estão infiltrados no culto da igreja cristã. Ela diz que isso acontece frequentemente através da música.

“A música moderna de adoração se tornou um disfarce de Satanás para alinhar o povo de Deus com a adoração profana”, diz ela.

Beth Eckert diz que a adoração costumava ser uma forma de ela passar um tempo de intimidade com Deus, até o início dos ataques de bruxaria. Eles eram super sutis, ela diz, e ela não conseguia entender por que isso estava acontecendo.

Em vez de adorar a Deus, Eckert diz que sua mente se voltou para si mesma, o que ela queria e como queria ser promovida. Foi assim que ela soube que seu coração estava sob ataque.

Ela diz que o tipo de adoração que está sendo promovida, com luzes e shows, não necessariamente significa uma adoração verdadeira, mas que ela deveria estar baseada no espírito e na verdade.

“Deus deseja nossa adoração pura e inalterável e Ele merece nada menos que isso. Temos sido enganados por lúcifer com usa versão corrompida de adoração e é hora de tomar uma posição contra ela”, disse.

Assista:

Por Pastor Ângelo Medrado

Pastor Batista, Avivado, Bacharel em Teologia, PhDr. Pedagogo Holístico docente Restaurador, Physgal, Reverendo pela International Minystry of Restoration - USA - Multiuniversidade Tupinambarana - Descendente Indígena Tupinambarana, Autor dos Livros: A Maçonaria e o Cristianismo, O Cristão e a Maçonaria, A Religião do AntiCristo, Vendas Alto Nivel com Análise Transacional, Comportamento Gerencial. Conhecimentos de Ingles,Espanhol,Francês,
Casado, 4 filhos, 4 netos, Pastor da Igreja Batista Avivada em Brasilia,DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.