Categorias
Noticias

Cruzada Mundial de Orações

218

Cruzada Mundial de Orações

Milhares de pessoas orando uns pelos outros.

Entre no site http://www.primeiraigrejavirtual.com.br

Clique no botão da Cruzada

Inscreva-se, abençoe e seja abençoado

 

Categorias
Noticias

Pastor Marcos Pereira rebate acusações de estupro e ameaça de morte

 

Diante das acusações feitas ao Pastor Marcos Pereira, ele concedeu entrevista ao jornalista Roberto Cabrini do programa Conexão Repórter, que teve depoimentos de pessoas ligadas ao pastor como também do próprio.

O Conexão Repórter desta quinta, 22 de março, mostrou as várias faces de um homem. Marcos Pereira, o pastor que prega entre os mais perigosos bandidos. Roberto Cabrini seguiu os passos do homem que interrompe bailes em comunidades dominadas pelo tráfico e derruba criminosos com um simples toque. Visto como um Deus por muitos. Agora, ele é um homem na linha de fogo. O pastor é acusado de cometer estupros dentro de sua própria igreja. De promover encenações para aparecer como herói. De enganar, manipular, ordenar atos criminosos, mandar executar seus inimigos e torturar crianças. Afinal, quem é o verdadeiro homem atrás do líder religioso?

Documentos em forma de imagens. E são elas justamente o fio da meada para o início da uma série de acusações contra o pastor. O escândalo envolvendo o nome de Marcos Pereira veio a partir dos depoimentos de José Júnior, fundador do Afroreggae, uma ong que desenvolve projetos culturais em comunidades carentes dos morros cariocas. Um homem com livre acesso nos morros, onde muitas vezes a bandidagem impera. Os caminhos de José Júnior e Marcos Pereira se cruzam entre os anos de 2006 e 2007. Segundo conta foi em sua companhia que Marcos Pereira, pela primeira vez, colocou os pés em uma penitenciária carioca. Hoje, José Júnior diz ser um homem ameaçado de morte e afirma ter informações de pessoas ligadas à Marcos Pereira, de que o pastor tem um plano para matá-lo.

Ao lado de Júnior, nas ameaças de morte, está um antigo homem de confiança do lider da Assembléia de Deus dos Últimos Dias. Trata-se de um outro pastor: Rogério Ribeiro de Menezes. Foram dezessete anos na igreja e durante seis, ele foi o braço direito de Marcos Pereira. Rogério revela detalhes dos bastidores envolvendo as aparições públicas do líder religioso em seus resgates nas comunidades e presídios cariocas. Segundo Rogério, o pastor Marcos Pereira teria ordenado outros atos criminosos, como a série de ataques violentos contra o Rio de Janeiro, em 2006 e 2010. Na época, delegacias, carros e cabines da Polícia Militar foram alvos dos bandidos. Ônibus foram incendiados. Os episódios são confirmados por um ex-membro da igreja. Rogério fala com a autoridade de quem sempre esteve ao lado de Marcos Pereira em suas expedições de fé. Tivemos acesso a imagens em que ele aparece com o pastor durante uma pregação na Polinter. Segundo o ex-braço direito do lider relioso, Marcos Pereira cobrava até vinte mil reais dos chefões para pregar nas favelas. Outras quantias também eram exigidas, conforme relata uma outra testemunha, um ex-traficante.

O que de fato acontece dentro da igreja do pastor? Testemunhas afirmam que Marcos Pereira costuma usar seu poder para abusar sexualmente das mulheres da igreja incluindo, segundo ela, menores de idade. A primeira a falar é a atual esposa do Pastor Rogério Menezes. Ela aceita ser identificada, mas pede para que seu rosto não seja mostrado. Outras duas mulheres que foram da igreja de Marcos Pereira confirmam as acusações. As duas também prestaram depoimento. Suas identidades serão preservadas. Um outro ex-membro da igreja também fala sobre abusos sexuais.

Segundo as testemunhas, os abusos aconteciam, principalmente, no templo da Assembléia de Deus dos Últimos Dias, na zona norte carioca. Aparecem também denúncias de violência contra crianças. Uma delas, de nove anos, relata que foi agredida diversas vezes por não ter um comportamento considerado adequado por Marcos Pereira. Segundo o ex-membro da igreja o Pastor Marcos Pereira teria ordenando o assassinato de inimigos.

Data: 27/3/2012 08:36:42
Fonte: O Diário

Categorias
curiosidades Noticias

QUE CERVEJA JESUS FARIA?

 

Seminarista explica concurso de bebida realizado em Igreja nos EUA

Christopher McGarvey dá aulas sobre a história da cerveja nos tempos bíblicos para cerca de 90 pessoas no terceiro andar da cervejaria Front Street Brewery.

Ele é um dos criadores do curso, chamado de “Que cerveja Jesus faria?”, ministrada todas as terça-feira à noite no último mês. Formado recentemente no seminário, Christopher atualmente é o ministro de louvor da Igreja Ortodoxa de São Basílio. A Igreja Ortodoxa nos Estados Unidos já criou a tradição dessa competição entre igrejas, chamada de Celestial Homebrew. Cada igreja inscrita terá de apresentar uma cerveja feita artesanalmente que serão julgadas no evento em Wilmington, Carolina do Norte.

O seminarista McGarvey explica que a competição visa ensinar a fazer cerveja no contexto em que a bebida era usada historicamente na igreja. Tudo com moderação, claro. O objetivo é meramente educacional e o ganhador irá doar o prêmio para uma obra de caridade enfatizando a importância do projeto, McGarvey lembra: “Ficou claro desde o início que Deus nos deu a cevada para fazermos cerveja com ela”.

Apesar de os organizadores do concurso terem convidado uma grande variedade de denominações, muitas recusaram porque ensinam que o cristão deve se abster do álcool. As 10 equipes inscritas até o momento são católicos, ortodoxos, episcopais, luteranos ou unitaristas.

“Os grupos religiosos não precisam ver o álcool como algo 100% negativo”, disse o pastor Richard Elliott, da Igreja Episcopal de St. Andrew. “Bem, você sabe, Jesus transformou água em vinho. Acreditamos que todos os dons de Deus são bons se usados no lugar e da maneira correta”.

McGarvey continuou sua palestra citando Bonifácio, importante figura da história da Igreja, “os cristãos eram ensinados a beber cerveja em vez de água, por motivos de higiene, na Alemanha do século seis”.

Do ponto de vista pastoral, Elliott entende que fazer isso bem no meio da Quaresma “Parecia um pouco estranho para mim, porque a Quaresma deve ser uma época de sacrifício. Mas estamos aqui aprendendo sobre a fermentação da cerveja e a história cristã”. Depois de uma pausa, acrescenta: “Eu acho que devíamos abrir mão da cerveja ao menos na Quaresma”.

Data: 27/3/2012 08:27:00
Fonte: Washington Post