Lista crescente de atrocidades muçulmanas

 

Les Kinsolving

De um bom amigo meu, do clero de Michigan, com quem não pude entrar em contato por telefone para indagar a respeito de sua fonte original, eu recebi esta lista de 13 perguntas via e-mail.

Originalmente, esta lista continha respostas de múltiplas escolhas para cada pergunta. Mas pelo fato de que a maioria dessas alternativas era humorística, eu incluo a única resposta correta para cada uma das 13 perguntas.

1) Em 1968, o senador Robert Kennedy foi baleado e morto por:

Resposta: Um extremista muçulmano do sexo masculino, com idade entre 17 e 40 anos.

2) Nos Jogos Olímpicos de 1972 em Munique, atletas foram sequestrados e massacrados por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

3) Em 1979, a embaixada dos Estados Unidos no Irã foi tomada por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

4) Durante os anos 80, vários americanos foram sequestrados no Líbano por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

5) Em 1983, o quartel dos fuzileiros navais americanos em Beirute foi explodido por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

6) Em 1985, o navio de cruzeiro Achille Lauro foi sequestrado e um passageiro americano de 70 anos foi assassinado e jogado ao mar em sua cadeira de rodas por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

7) Em 1985, o voo 847 da TWA foi sequestrado em Atenas e um mergulhador da Marinha americana que tentou resgatar os passageiros foi assassinado por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

8) Em 1988, o voo 103 da Pan Am foi explodido a bomba por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

9) Em 1993, o World Trade Center sofreu uma explosão a bomba pela primeira vez por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

10) Em 1998, as embaixadas americanas no Quênia e na Tanzânia foram explodidas a bomba por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

11) Em onze de setembro de 2001, quatro aviões de passageiros foram sequestrados; dois foram usados como mísseis para destruir o World Trade Center. Dos dois restantes, um se chocou com o Pentágono americano e o outro foi desviado e derrubado pelos passageiros. Milhares de pessoas foram mortas por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

12) Em 2002, os Estados Unidos lutaram numa guerra no Afeganistão contra:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

13) Em 2020, o jornalista Daniel Pipes foi sequestrado e assassinado por:

Resposta: Extremistas muçulmanos do sexo masculino, a maioria com idades entre 17 e 40 anos.

Nota de rodapé: Na base militar de Fort Hood, no Texas, outro muçulmano, de 39 anos, matou 13 pessoas e feriu outras 30.

Meu amigo acrescentou a seguinte conclusão:

“Não, eu realmente não vejo um padrão aqui que justifique que determinados indivíduos sejam enquadrados num perfil, e você? Então, para garantir que nós americanos não ofendamos ninguém, especialmente os fanáticos decididos a nos matar, os funcionários de aeroportos que fazem revistas não vão mais poder revistar indivíduos conforme o perfil deles. Eles deverão revistar aleatoriamente mulheres de 80 anos, crianças pequenas, pilotos de aviões de passageiros com as devidas identificações, agentes do serviço secreto que são membros do aparato de segurança do presidente e o deputado de 85 anos, com próteses nos quadris, ganhador da medalha Honra ao Mérito e ex-governador da Dakota do Sul, Joe Foss. Entretanto, eles não deverão incomodar os muçulmanos do sexo masculino com idades entre 17 e 40 anos — para não incorrerem no “crime” de enquadrarem determinados indivíduos em determinados perfis.

Les Kinsolving apresenta um talk show diário para a WCBM em Balitmore. Seu programa é transmitido nacionalmente. Ele é correspondente da WorldNetDaily na Casa Branca. Seu programa pode ser ouvido na internete de 9 às 11 da noite (horário da Costa Leste), de segunda a sexta. Antes de entrar pro rádio, Kinsolving era repórter de jornal e colunista — duas vezes indicado para o prêmio Pulitzer por seus artigos. O estilo jornalístico independente de Kinsolving está detalhado em um novo livro escrito por sua filha, Kathleen Kinsolving, intitulado, “Gadfly: The Life and Times of Les Kinsolving White House Watchdog.” [O Implicante: a vida e a era da sentinela da Casa Branca Les Kinsolving]

Artigo origina: WND.

Tradução do blog DEXTRA, feita por recomendação e a pedido de Júlio Severo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.