Mulheres sauditas serão avisadas de divórcio por SMS. E isso é um avanço

Cidadãs da Arábia Saudita receberão comunicados para avisar de divórcios pelo celular; até então, os homens podiam se divorciar sem avisar as esposas
r7.com
Mulheres sauditas receberão avisos sobre divórcio pelo celular, via SMS
Mulheres sauditas receberão avisos sobre divórcio pelo celular, via SMS
Paula Mondego/R7

A partir deste ano, as mulheres na Arábia Saudita serão comunicadas sobre seus divórcios e status conjugal via SMS. Parece um absurdo, mas, para um dos países mais fechados do mundo, isso na verdade é um avanço.

Até o momento, os homens sauditas tinham por lei o direito de se divorciar sem que suas esposas fossem sequer comunicadas. E isso era uma prática comum no país.

Desde domingo (6), os tribunais da Arábia Saudita passaram a emitir comunicados sobre a situação conjugal das mulheres por mensagens de texto. Elas também podem consultar essas informações em um site do governo.

“Proteção de direitos”

Segundo um comunicado do Ministério da Justiça saudita, a medida “visa proteger os direitos das clientes mulheres e aprimorar a transformação digital do país com novos serviços”.

Os SMS que serão enviados pela justiça às esposas terão, além da atualização sobre a situação conjugal, os números de série dos processos de divórcio.

A medida faz parte do processo de abertura do país, promovido pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, que tem governado o país nos últimos anos. O plano, que ano passado deu às mulheres o direito de dirigir, está em implementação até 2030.

Bin Salman havia se transformado em um queridinho da mídia internacional, até outubro de 2018, quando o jornalista saudita Jamal Khashoggi foi brutalmente assassinado dentro do consulado do país em Istambul, na Turquia, supostamente a mando do príncipe.

Siga-nos