Papa Francisco pede “perdão” a ciganos por discriminações cometidas pela Igreja Católica

Papa Francisco
Papa Francisco

O papa Francisco pediu “perdão” aos ciganos em nome da Igreja pelas “discriminações, segregações, maus-tratos”, durante um encontro neste domingo com representantes desta comunidade na Romênia.

“Peço perdão, em nome da Igreja, ao Senhor e a vocês, pelas vezes em que, no curso da história, nós os discriminamos, maltratamos ou os olhamos mal”, declarou o pontífice em um discurso dirigido à comunidade cigana da cidade de Blaj, na região central da Romênia.

Na última etapa de sua viagem de três dias à Romênia, o papa se reuniu com integrantes da minoria cigana, que tem entre um e dois milhões de pessoas em um país com 20 milhões de habitantes, onde constituem uma comunidade pobre e com frequência marginalizada.

Francisco foi recebido por milhares de pessoas no bairro de Barbu Lautaru, construído ao redor de uma rua estreita, de casas pequenas.

Depois de saudar uma família e receber flores de um menino, o pontífice se dirigiu aos fiéis de uma pequena igreja do bairro e pediu aos ciganos que “assumam seu papel preponderante, sem ter medo de compartilhar e oferecer estas notas particulares”, que são parte de sua identidade, citando seu senso de “família, de solidariedade, de hospitalidade”.

Na Europa, o número de ciganos é calculado em entre 10 e 12 milhões.

Fonte: AFP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.