Categorias
Artigos Ciência curiosidades Estudos

O Código da Bíblia – documentário completo

 

Seria o Todo-Poderoso tão poderoso assim ao ponto de ser capaz de codificar suas próprias palavras? Muitos fazem esta pergunta quando tomam conhecimento do Código da Bíblia – mensagens codificadas na Torá (os 5 primeiros livros) e no restante do Antigo Testamento em forma de matrizes sendo possível encontrá-las e esquadrinhá-las (horizontal, vertical e diagonal) com o uso de computadores.

Descoberto pelo matemático judeu Dr.Eliyahu Rips e revelado nos livros “O Código da Bíblia” e “O Código da Bíblia II – Contagem Regressiva” ambos escritos pelo jornalista americano Michael Drosnin, o código tem alvoroçado o mundo. Isaac Newton já acreditava neste código e gastou metade da sua vida tentando descobri-lo mas sem um computador, que ainda não existia na época, era impossível.

O cientista Albert Eisntein com a sua teoria da relatividade concluiu que “a distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão, embora persistente“. Para o Criador não há diferença entre o passado, o presente e o futuro pois Ele é o Alfa e o Omega, o Princípio e o Fim!

Mas uma questão é sempre feita quando se toma conhecimento do Código da Bíblia: Se tudo é possível para Deus, seria Ele capaz de codificar no Antigo Testamento nomes de pessoas e eventos com suas respectivas datas? A idéia sobre a magnitude, a capacidade e o poder de Deus está no coração de cada ser humano e quanto maior for a qualidade da sua fé maior é a tendência de crer que Ele é capaz de tudo. Afinal, o que será impossível para o Grande Matemático, Engenheiro e Arquiteto de todo o Universo? Mas nem todo que nele crê o acha tão poderoso assim…

Alguns dos fatos codificados descobertos

Hoje existem softwares mais sofisticados do que os utilizados por Rips e Drosnin entre 1990 e 1995 e todos os fatos abaixo são encontrados por quem souber usá-los. Os melhores programas são o CodeFinder: Millennium Edition da Research Systems (Windows 95 ao XP) e o Keys to the Bible da Computronic Corp.(Windows 98 ao XP).

Quem desejar se aventurar na decodificação deve estar consciente de que não é fácil encontrar mensagens codificadas pois exige-se um pouco do conhecimento do hebraico antigo. A técnica está no uso das palavras corretas e na probabilidade delas aparecerem em uma matriz. Se uma mensagem aparece várias vezes não quer dizer que tenha sido codificada. Além disso, quanto mais precisão se deseja mais tempo se leva para se chegar a matriz final.

São muitos assuntos, mas nem todos acontecem. O Código da Bíblia é muito complexo e intrigante. Aqui está apenas alguns dos fatos encontrados de centenas já pesquisados:

  • Os nomes de 32 importantes sábios judeus codificados com as suas respectivas datas de nascimento e morte no livro de Gênesis. Esta é considerada a maior prova de todas: A probabilidade de estar codificado é de 1 em 10 milhões!
  • Datas e nomes dos envolvidos nas duas primeiras guerras mundiais.
  • As datas de terremotos já ocorridos (como o da China em 1976) e outros que ainda poderão ocorrer na China, no Japão e em Los Angeles em 2010.
  • O choque do cometa Shoemaker-Levy 9 com Júpiter em 1994 (antes de acontecer) e de outros possíveis cometas com a Terra em 2006, 2010 e 2012.
  • A data de dois holocaustos atômicos: no Japão em 1945 e Jerusalém em 2006 (na verdade, 5766). A mensagem “O código salvará” indica que a cidade escapará mas o restante de Israel poderá ser destruído conforme a profecia de Apocalipse 14.20.
  • A Revolução Comunista na Rússia em 1917.
  • A data do assassinato do presidente egípcio Anuar Sadat em um desfile militar e o nome do assassino: Chaled.
  • A data do primeiro ataque de Saddam Hussein contra Israel (Tel Aviv) em 18 de janeiro de 1991 (antes de acontecer).
  • O assassinato do 1° ministro israelense Ytzhak Rabin por Amir em 4 de novembro de 1995 (antes de acontecer).
  • Luta racial americana em 1861 e 2005. Pode estar relacionada ao repúdio aos muçulmanos americanos.
  • Uma possível epidemia de Varíola em 2005. Alguns já acreditam que talvez seja a recente descoberta da “Gripe do Frango”.
  • Blasfêmia no templo do monte Moriá em Jerusalém em 2008.
  • O presidente da Síria, Bashar Al Assad codificado com Guerra do Armagedon: “Armagedon, holocausto de Assad”.
  • Síria codificada com “Guerra Mundial” e com “Magogue”. Isso indica algum envolvimento entre Síria e Rússia, possivelmente relacionado ao fornecimento de armas atômicas ou urânio.
  • O nome Ariel (Ariel Sharon?) codificado com “Guerra Mundial”, Jerusalém e “nono dia do penúltimo mês hebraico (9 de Av) é o dia da terceira” (ano?).
  • A queda do governo de Saddam Hussein em 2003 com detalhes sobre a sua captura (pesquisada mediante um pedido do Pentágono!).

No momento existem institutos de pesquisa que trabalham constantemente na busca de assuntos atuais codificados mas é extremamente difícil saber o futuro. O tema principal das pesquisas é a ameaça constante do terrorismo ao ponto do próprio Pentágono usar o Código da Bíblia para direcionar seus satélites espiões no Oriente Médio!

Como o Código foi descoberto

“Tu, porém, Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até o tempo do fim; muitos o esquadrinharão, e o saber se multiplicará.” – Daniel 12.4

No final do século XVIII, um sábio judeu, conhecido como Genius de Vilna, referindo-se à Torá, os cinco primeiros livros da Bíblia, afirmou:
“A regra é que tudo o que foi, tudo o que é e tudo o que será, até o fim dos tempos, está incluído na Torá da primeira à última palavra. E não só num sentido geral, mas nos detalhes de cada espécie e de cada um individualmente, com detalhe dos detalhes de tudo o que lhe aconteceu desde o dia de seu nascimento até sua morte” (O Código da Bíblia, página 18).

Na época da II Guerra Mundial um rabino da Tchecoslováquia chamado H.M. Weissmandel, desejando encontrar códigos na Bíblia, começou a contar as letras hebraicas da Torá. No primeiro capítulo de Gênesis, notou que, pulando 50 letras e depois outras 50, e assim por diante, soletrava-se a palavra TORAH. Encontrou o mesmo nos outros 4 livros da Torá e percebendo que isto não era coincidência, decidiu escrever um pequeno livro, contando a sua descoberta.

Eliyahu Rips

Cinqüenta anos depois, o Dr. Eliahu Rips, um matemático de nome internacional, catedrático na Universidade de Jerusalém, ouviu através de um rabino, sobre esse livro, cuja única cópia encontrava-se na Biblioteca Nacional de Israel. Rips encontrou o livro, e comprovou o fato em sua própria Torá!

Junto com os eruditos judeus Doron Witztum e Yoav Rosemberg criou um modelo matemático para análise de seqüências alfabéticas eqüidistantes em computador. Assim conseguiu encontrar mensagens codificadas em todo o Antigo Testamento!

Na primeira experiência, usaram nomes de uma lista de 32 importantes sábios judeus encontrada em uma revista hebraica. Além dos nomes também acharam as datas em que nasceram e morreram! A probabilidade de encontrar esses dados codificados é de 1 em 10 milhões, ou seja, muito acima da utilizada na estatística! O ensaio matemático foi publicado no periódico científico Statistical Science (Volume 9, Número. 3, de 1994, pp. 429-438) com o título “Equidistant Letter Sequences in the Book of Genesis”.

Depois de descobrir alguns eventos codificados na Torá, Rips conheceu o jornalista Michael Drosnin do jornal “Whashington Post” que, duvidando da veracidade do código, passou a investigá-lo em seu próprio computador descobrindo também uma série de fatos codificados já ocorridos e ainda por acontecer levando-o a escrever um dos livros mais vendidos do mundo no final do milênio.

Michael Drosnin

Mais tarde, ao assistir ao choque do 2° avião contra o World Trade Center, encontrou o acidente em detalhes na Torá decidindo então continuar suas pesquisas e escrever o 2° livro, “O Código da Bíblia II – Contagem Regressiva”, onde o tema principal é o fim dos tempos.

Ao encontrar a invasão do Iraque no Código da Bíblia, Drosnin começou a escrever o 3° livro que iria ser lançado em novembro de 2005.

Algumas Matrizes Pesquisadas por Drosnin e Rips Desde 1990

Segundo Drosnin, o Código da Bíblia não é uma bola de cristal, mas de cada futuro revela probabilidades e detalhes que podem ser verificados e o que nós fazemos é o que determina o que de fato acontece. A matriz abaixo também encontrada por Drosnin prediz que “no holocausto atômico do fim dos dias o código salvará“. Talvez por causa da divulgação mundial do Código da Bíblia os chefes de estado evitarão grandes destruições e aqueles dias serão abreviados.

Esta outra mostra codificado em hebraico no livro de Daniel o ano judaico 5757 (1997 no nosso calendário), ano em que foi lançado o livro “O Código da Bíblia” e as frases “Para vocês o codificado; para vocês os segredos ocultos” e “Ele selou o livro até o fim dos tempos“.

O ataque ao World Trade Center em 11 de Setembro de 2001

Ismael (patriarca dos árabes) [preto] – 11 de setembro, Ele a julgou [roxo] – A edificação era [verde] – torre(s) [azul] – gêmea(s) [vermelho] – (Êxodo 32.28) “…e caíram do povo naquele dia cerca de três mil homens.” (o número oficial divulgado um ano depois foi de 2801 mortos) [marrom]

“Pecado, crime de Bin Laden”, “A cidade e a Torre”, “…viu que subia da terra fumaça como a de uma fornalha.” Gênesis 19.28

“Torres”, “Gêmeas”, “Ataque”, “Avião”, “Duas vezes”

Guerras e Holocaustos Atômicos

“Holocausto Atômico”, “Primeiro-ministro (Ariel) Sharon”, “Ele lhe deu meu Tratado de Paz”

“Guerra Mundial”, “Ariel (Sharon ou o 1° nome da cidade de Jerusalém)”, “nono dia do mês de Av é o dia da terceira”

“Holocausto Atômico”, “Japão”, “ano hebraico 5705 ou 1945”

A história da Invasão do Iraque

Michael Drosnin havia se reunido 3 vezes com o chefe da agência de inteligência israelense, General Meir Dagan, que levou as advertências do Código da Bíblia tão a sério que pediu urgência para que o primeiro-ministro Ariel Sharon se reunisse com Drosnin. Tempos depois o Deputado Secretário de Defesa americano, Paul Wolfowitz tomou conhecimento do encontro através do General Meir Dagan. Wolfowitz pediu ao Dr. Linton Wells, diretor do nervo central do Pentágono, que convocasse Drosnin para uma reunião no Pentágono.

Na manhã de domingo de 9/2/2003, época em que o presidente George W. Bush se preparava para declarar guerra ao Iraque pressionando a ONU para autorizar a invasão, Michael Drosnin recebeu um telefonema do Dr. Linton Wells, pedindo-o para preparar um sumário sobre o Código da Bíblia para ser apresentado em uma reunião com 10 líderes da inteligência do alto comando do exército americano entre outras autoridades às 9 horas da manhã de sexta-feira 21/2/2003.

A reunião foi numa sala de conferência do anel “E” do Pentágono onde Drosnin apresentou a história do Código da Bíblia dando um memorando a cada um deles dizendo: “Acredito que o código seja real por uma razão simples: continua se tornando realidade”. Uma das autoridades presentes era o almirante Jake Jacoby, Diretor da Agência de Inteligência de Defesa.

Drosnin imprimiu algumas matrizes como a do ataque terrorista de 11 de setembro e uma matriz que formava um desenho do ônibus espacial Columbia onde um acidente matou os 7 tripulantes, 20 dias antes, em 1/2/2003. No desenho da matriz no Código da Bíblia mostrava as palavras “Columbia, eles chorarão”, “Transporte” (ônibus espacial), “fogo destruirá” onde a palavra “destruirá” está na asa esquerda, local onde de fato o fogo iniciara e “desastre”.

Finalmente Drosnin lhes deu cópias da carta que enviara ao primeiro-ministro israelense Rabin um ano antes de ser assassinado advertindo-o que o Código da Bíblia havia predito o seu assassinato: “Yitzhak Rabin” cruzado com “Assassino que assassinará”. Os líderes passaram a se interessar no código tanto quanto os líderes da inteligência israelense após a morte de Rabin.

Drosnin continuou dizendo: “A razão principal pela qual vim é que o código adverte que nós possamos enfrentar o último perigo: uma guerra mundial nuclear, começando no Oriente Médio, dentro de quatro anos”. Ele mostrou-lhes que “guerra mundial”, “Holocausto Atômico” e ” Fim dos Dias” estavam codificados com o mesmo ano, 2006 numa probabilidade de pelo menos 100000 por 1! Jacoby perguntou-lhe o que poderiam fazer, já que estava predito e Drosnin afirmou que “Um famoso matemático israelense (Rips) o qual descobriu o código disse que isto não pôde acontecer por casualidade, teve que ser codificado intencionalmente na Bíblia. Mas tenho certeza que o perigo possa ser prevenido. O Código da Bíblia revela probabilidades, cada futuro, e o que nós fazemos determina o que de fato acontece”.

Wells lhe perguntou sobre o Iraque e Drosnin lhes apresentou tudo o que havia encontrado no código: “Diz que Saddam Hussein vai cair em 2003. Está codificado na forma de uma pergunta e resposta: ‘Quem é destruído? Hussein'”. Mostrou-lhes também que em uma versão mais detalhada do mesmo código diz “Saddam fugirá, e morrerá”. Então Joint Chiefs, que chegara atrasado na reunião perguntou: “Então já está determinado?” e Drosnin lhe respondeu: “Não. O código de Bíblia não é uma bola de cristal. Revela probabilidades. Nada é fixo. Mas provê informação detalhada que possa ser conferida. Porém, não creio que o real perigo seja Saddam Hussein, mas Osama bin Laden”.

Drosnin afirmou que de todas as informações que encontramos no Código da Bíblia uma coisa se apresenta mais útil: um local claramente apontado onde bin Laden, a sede da Al Qaeda e todos as suas armas mais perigosas poderiam ser encontrados. Ele deu essas informações, com o exato local no deserto, lhes garantindo que não iria publicá-las. Estavam codificados nas matrizes o nome da base terrorista, o local como “sede do exército em …”, as palavras “arma atômica”, “holocausto atômico”, “varíola”, “Laden”, “projétil” e os objetivos “Jerusalém”, “Tel Aviv” e “Nova Iorque”, sendo que o código mostra que esta última não é o principal alvo. Também estão codificados com a base as palavras “terrorismo” e “no fim dos dias”.

Ao término da reunião Drosnin afirmou: “Posso lhes dizer onde observar, mas não quando. Nunca vi claramente qualquer coisa codificada com o local desta base terrorista de bin Laden, mas o código não declara um ano. Só posso sugerir que tentem agora, e outras vezes porque se tiverem sucesso irão parar o terrorismo na sua fonte”.

Dias depois eles ajustaram as coordenadas dadas pelo Código da Bíblia no sistema de satélites espiões para vigiarem a área, porém, como Drosnin já havia comentado, não se sabe quando o local irá ser usado. No entanto, eles estavam mais preocupados com a invasão do Iraque e acabaram por esquecer o principal: a captura de Osama bin Laden.

No fim de Julho de 2003, antes do Presidente Bush ter deixado a Casa Branca para umas férias em sua fazenda em Crawford, Drosnin enviou uma nova carta através dos amigos de Bush no Texas alertando-o sobre os fatos codificados na Bíblia como o ano de 2006, “Holocausto Atômico” e “Guerra Mundial”. Segundo ele, “11 de setembro não era o fim do perigo, mas o começo”.

Saddam Hussein foi capturado no sábado à noite, 13/12/2003 em um esconderijo perto de Tikrit, Iraque, cumprindo mais uma predição do Código da Bíblia. Neste dia, após ter sido anunciada a captura de Saddam Hussein, o Professor Rips e Michael Drosnin acharam uma matriz com as palavras: “Cativeiro de Hussein”, “Prisão”, “Iraque” e o ano hebraico “5764”. Também estavam codificados dois outros detalhes do evento: o turno – “à noite” e o fato que Hussein fora traído por alguém próximo – “informante”.

Alguns Exemplos de Matrizes Encontradas Por Outros Pesquisadores

Maitreya, o falso cristo

Ele ameaçou Deus (Yah): Maitreya [círculos] – E o filho da mulher Israelita blasfemou o nome do SENHOR, e amaldiçoou [quadrados]

Michel Smiely, o “senhor 666”

Aqui está o verdadeiro 666 [círculos] – ele coleciona parábolas (não é puro) [hexagonais] – sub-deus, para queimar [quadrados]

2006, um ano do Dia do Senhor?

Escuridão e densas trevas é a verdade para o ano de 2006 [preto] – A força da salvação do seu ungido [vermelho] – “Salve o seu povo”, “Jesus Cristo”, “Em mim a sua salvação” e Sodoma [demais cores]

Presidente da Europa (será criado pela União Européia)

Presidente da Europa soberbo/excelso [vermelho vertical seguido de azul claro] – “Esaú tornou-se perito caçador, homem do campo (algum descendente de árabe?)” Gênesis 25.27 [azul] – Nome: 666 [roxo] – ameaça [laranja] – tempo (do) 666 [preto] – Euro [rosa] – pecado [marrom]

Filme “Paixão de Cristo”

Filme [verde] – Paixão de Cristo [vermelho] – A cena será sangrenta! [azul claro]
As demais palavras encontradas são irrelevantes.

Presidente George W. Bush

G. W. Bush [vermelho] – será eleito [azul] – 2004 [amarelo]

Terror na Rússia

Ataque/ lamento [vermelho] – escola [verde] – na Rússia [azul] – dia para a vingança [amarelo]

O 1° Selo (Apocalipse 6.1-2) encontrado codificado na Torá – A revelação do anticristo

Algumas das palavras relacionadas na matriz:

  • Primeiro selo, Anos 5765 e 5766 (Entre Outubro de 2004 e Outubro de 2006), Palavra de Deus, 9 de Av (14/8/2005 ou 3/8/2006), Revelação, Arqueiro, Coroa, Conquistador (Vencedor), Cavaleiro, Cavalo, Branco, Cordeiro, Trovão, Primeira Besta

“”E vi quando o Cordeiro abriu um dos sete selos, e ouvi um dos quatro seres viventes dizer numa voz como de trovão: Vem! Olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vencendo, e para vencer.” Apocalipse 6.1-2

O assassinato de uma israelense grávida e suas 4 filhas por terroristas árabes em Maio/2004

Grávida de 8 meses, Tali Hatuel (34 anos) e suas filhas Hila (11), Hadar (9), Roni (7) e Merav (2) foram assassinadas por terroristas palestinos árabes que atiraram contra o veículo em que viajavam, no dia 2/5/2004 (11/Iyar/5764) na Faixa de Gaza em Israel.

A tragédia de 26 de Dezembro de 2004
Foram encontradas algumas matrizes sobre a Tsunami . Estas são as mais interessantes:

2004 [rosa] – 26 de dezembro, corra, candeias do demônio, desgraça [vermelho] – águas alagarão escondendo o lugar [azul] – para as ilhas [amarelo] – do leste [marrom]

“Milhares pereceram na tsunami na Ásia em 14 de Tevet (26 de dezembro)”

Bob Marley
Esta interessante matriz foi encontrada recentemente no livro de Salmos entre os capítulos 77 e 89

Bob Marley (vermelho), música (verde), Reggae (azul)

Epidemia de SARS
A gripe asiática descoberta em 2003

SARS, Epidemia da China no ano de 5763 (2003)

Osama bin Laden
O terrorista mais procurado do mundo foi encontrado em várias matrizes. Esta aqui diz que o Messias fará a vingança.

“Te nomearei ‘destruição’. Abominável é bin Laden e a vingança pertence ao Messias”

O Cardeal Ratzinger
Cerca de 3 matrizes foram encontradas sobre o novo papa. Esta indica apenas que ele viria.

Ratzinger é “deus” para ela (vermelho). O cardeal virá (lilás).

Como diz o próprio Drosnin, o Código da Bíblia não deve ser visto como uma “bola de cristal” mas deve ser considerado como uma espécie de “último aviso” para a humanidade que a cada dia está mais materialista e menos espiritual.

06-06-16 013
Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria, A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.

 

Categorias
Estudos

O VALOR DA BÍBLIA

Preletor: Mensagem Evangélicaimage

 

Ao invés de riquezas na terra, busque tudo aquilo que Deus

Há muitos anos, existiu um homem muito rico que no dia do seu aniversário convocou a criadagem a sua sala para receberem presentes.
Colocou-os a sua frente na seguinte ordem: cocheiro, jardineiro, cozinheira, arrumadeira e o pequeno mensageiro. Em seguida, dirigindo-se a eles, explicou o motivo de os haver chamado até ali e, por fim, fez-lhes uma pergunta, esperando de cada um a sua própria resposta. Essa foi a pergunta feita:

– O que prefere você receber agora: esta Bíblia ou este valor em dinheiro?

– Eu gostaria de receber a Bíblia – Respondeu, pela ordem, o cocheiro – Mas, como não aprendi a ler, o dinheiro me será bastante mais útil!

Recebeu então a nota, de valor elevado na época, e agradeceu ao patrão. Esse pediu-lhe que permanecesse em seu lugar.

Era a vez do jardineiro fazer a sua escolha e, escolhendo bem as palavras, falou:

– Minha mulher está adoentada, e por esta razão tenho necessidade do dinheiro; em outra circunstância escolheria, sem dúvida, a Bíblia.

Como aconteceu com o primeiro, ele também permaneceu na sala após receber o valor das mãos do patrão. Agora, pela ordem, falaria a cozinheira, que teve tempo de elaborar bem a sua resposta:

– Eu sei ler, porém, nunca encontro tempo para sequer folhear uma revista; portanto, aceito o dinheiro para comprar um vestido novo.

– Eu já possuo uma Bíblia e não preciso de outra; assim, prefiro o dinheiro. Informou a arrumadeira, em poucas palavras.

Finalmente, chegou a vez do menino de recados. Sabendo-o bastante necessitado, o patrão adiantou-se em dizer-lhe:

– Certamente você também irá preferir dinheiro, para comprar uma nova sandália, não é isso, meu rapaz?

– Muito obrigado pela sugestão. De fato estou precisando muito de um calçado novo, mas vou preferir a Bíblia. Minha mãe me ensinou que a Palavra de Deus é mais desejável do que o ouro. Disse o pequeno mensageiro.

Ao receber o bonito volume, o menino feliz o abriu e nisso caiu aos seus pés uma moeda de ouro. Virando outras paginas, foi deparando com outros valores em notas. Vendo isso, os outros criados perceberam o seu erro e envergonhados deixaram o recinto.

A sós com o menino, disse-lhe comovido o patrão: “Que Deus o abençoe, meu filho, e também a sua mãe, que tão bem o ensinou a valorizar a Palavra de Deus.”

Pense agora: “O que pode ser mais valioso do que a palavra de Deus ?”
Tudo aquilo que nós precisamos, Deus tem e deseja que tenhamos.
A nós, basta aceitar o que Ele nos oferece.

Data: 14/10/2010 09:05:00

Categorias
Estudos

Como surgiram os gigantes bíblicos

VEJA NOVAS INFORMAÇÕES ARQUEOLÓGICAS – ENTRE NO BOTÃO “PESQUISAR”AO LADO E
DIGITE “ARQUEOLOGIA BÍBLICA”

Os Gigantes

“Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na antiguidade.” Gênesis 6.4

 

“Antes haviam habitado nela os emins, povo grande e numeroso, e alto como os anaquins; eles também são considerados refains como os anaquins; mas os moabitas lhes chamam emins.” Deuteronômio 2.10-11

 

“Porque só Ogue, rei de Basã, ficou de resto dos refains; eis que o seu leito, um leito de ferro, não está porventura em Rabá dos amonitas? O seu comprimento é de nove côvados [4 metros], e de quatro côvados [1,78 metros] a sua largura, segundo o côvado em uso.” Deutoronômio 3.11

 

“Também vimos ali os nefilins, isto é, os filhos de Anaque, que são descendentes dos nefilins; éramos aos nossos olhos como gafanhotos; e assim também éramos aos seus olhos.”Números 13.33

Há cerca de 5.500 anos, a estatura humana era sobremodo elevada. Existiam homens na Mesopotâmia cuja estatura ultrapassava 4 metros. Os primeiros gigantes, chamados na Bíblia de Nefilins (enfilins no original hebraico que significa “caídos” ou “desertores”) poderiam ser ainda mais altos.

Nos finais dos anos 50 durante a construção de uma estrada no sudeste da Turquia, em Homs e Uran-Zohra no Vale do Eufrates, região próxima de onde viveu Noé após o dilúvio, foram encontradas várias tumbas de gigantes. Elas tinham 4 metros de comprimento, e dentro de duas estavam ossos da coxa (fêmur humano) medindo cerca de 120 centímetros de comprimento. Calcula-se que esse humano tinha uma altura de aproximadamente 4 metros e pés de 53 centímetros. Uma cópia do osso (fotos abaixo) está sendo comercializada pelo Mt. Blanco Fossil Museum na cidade de Crosbyton, Texas, EUA, ao preço de 450 dólares.

“Não foi deixado nem sequer um dos anaquins na terra dos filhos de Israel; somente ficaram alguns em Gaza, em Gate, e em Asdode.” Josué 11.22

 

“Ora, o nome de Hebrom era outrora Quiriate-Arba, porque Arba era o maior homem entre os anaquins. E a terra repousou da guerra.” Josué 14.15

Outros grupos de gigantes chamados de Anaquins e Refains (ou Emins) se instalaram na Palestina entre o Mar Morto e a faixa de Gaza. Os israelitas mataram todos os gigantes desta região sobrando apenas o rei Ogue (na região norte da atual Jordânia) e alguns que foram para a faixa de Gaza (região entre o Mar Mediterrâneo e a cidade de Gaza).

“Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo [2,89 metros].” 1 Samuel 17.4

Golias é o gigante mais famoso da história. No entanto não chegava a 3 metros de altura.

No Parque do Dinossauro, próximo de Glen Rose no estado do Texas, EUA, nos arredores do Rio Paluxy existem várias pegadas de dinossauros e humanos juntas. A foto abaixo é da pegada de uma mulher, segundo estudos feitos em cortes da seção transversal. Tem 45 cm e pela estimativa a mulher possuía cerca de 3,05 m de altura e 454 kg de peso.

Gigantes de 24 dedos

“Houve ainda outra guerra em Gate, onde havia um homem de grande estatura, que tinha vinte e quatro dedosseis em cada mão e seis em cada pé, e que também era filho do gigante.” 1 Crônicas 20.6

Pela narrativa, os israelitas se surpreenderam com esse gigante. Embora seja bastante curiosa, a anomalia dos 24 dedos é encontrada em humanos até hoje (fotos abaixo).

Em 1876 chegou em Londres um gigante fossilizado de 3,65 metros com 6 dedos no pé direito. Ele foi desenterrado por Mr. Dyer durante uma operação mineira em County Antrim, Irlanda. Em seguida foi levado para exposição em Dublin, Liverpool e Manchester. Numa edição de dezembro de 1895, a revista British Strand Magazine publicou uma foto do fóssil tirada no depósito de mercadorias da Broad Street da Companhia de Estrada de Ferro North-Western, sendo mais tarde reimpressa no livro Traces of the Elder Faiths of Ireland de W. G. Wood-Martin (abaixo).

Gigantes com Dinossauros

Na foto acima, uma pegada de gigante encontrada junto com outra de Acrocantossauro. Comparando os tamanhos, calcula-se que a altura do humano era bem próxima a do animal (pouco acima dos 4 metros). Na foto abaixo, uma comparação do tamanho de um Acrocantossauro com humanos normais.

Gigantes Recentes

Um pouco menores do que o famoso Golias, o filisteu que desafiou o exército de Israel, os gigantes mais recentes registrados têm altura entre 2,50 e 2,80 metros. Nas fotos abaixo estão alguns dos mais famosos:

O russo Machnov (1882-1905) visitando o Hipódromo de Londres

Johann Petursson (1913-1984) de 2,63 m

Robert Wadlow (1918-1940) de 2,71 m usando um sapato tamanho 37 (EUA) ou 52 (Brasil)

Fatos Registrados

Gigantes ancestrais americanos. Abaixo estão alguns achados de esqueletos nos últimos dois séculos nos EUA:

  • Em seu livro The Natural and Aboriginal History of Tennessee, John Haywood descreve “ossos muito grandes” encontrados em sepulturas de pedra no município de Williamson, no estado de Tennessee, em 1821.
  • Na metade do século XIX esqueletos gigantes foram encontrados próximo de Rutland e Rodman, no estado de Nova Iorque.
  • O Dr. J.N. DeHart achou vértebras de tamanhos incomuns em morros de Wisconsin em 1876.
  • W.H.R. Lykins descobriu crânios de grande tamanho e densidade em morros da cidade de Kansas em 1877.
  • O Dr. George W. Hill, achou um esqueleto de tamanho incomum em um morro do município de Ashland, no estado de Ohio.
  • Em 1879, um esqueleto de 2,94 metros foi encontrado num morro perto de Brewersville, estado de Indiana (Indianapolis News, 10/11/1975).
  • Um esqueleto enorme foi achado em um caixão de barro, com laje de arenito contendo hieroglíficos, durante explorações do Dr Everhart num morro perto de Zanesville, estado de Ohio. (American Antiquarian, volume 3, 1880, página 61)
  • Dez esqueletos de ambos os sexos e de tamanhos gigantescos foram encontrados num morro em Warren, estado de Minnesota, 1883. (St. Paul Pioneer Press, 23/5/1883)
  • Restos de 7 esqueletos de alturas estimadas em torno dos 2,3 metros foram encontrados em Minnesota, 1888 (St. Paul Pioneer Press, 29/6/1888)
  • Num morro perto de Toledo, no estado de Ohio, foram encontrados 20 esqueletos, sentados com a face virada para o leste, com mandíbulas e dentes duas vezes maior do que o normal, e ao lado de cada esqueleto havia uma tigela grande com figuras hieroglíficas curiosamente ornamentadas. (Chicago Record, 24/10/1895, citado por Ron G. Dobbins,NEARA Journal, volume 13, outono de 1978)
  • No estado de Minnesota foram encontrados um esqueleto de um homem enorme na Fazenda Beckley, em Lake Koronis, e outros ossos gigantes em Moose Island e em Pine City (St. Paul Globe, 12/8/1896).
  • Em 1911, mineiros descobriram várias múmias de cabelos ruivos com altura que varia de 2 a 2,4 metros junto com artefatos em uma caverna em Lovelock, no estado de Nevada (The Unexplained: An Illustrated Guide to the World’s Natural and Paranormal Mysteries, Dr. Karl Shuker, 1996). Obs: Uma antiga lenda local diz que havia um grupo de gigantes chamados “Si-Te-Cah” que foram exterminados pelos índios Paiutes (ou Piutes), alguns séculos antes da colonização americana. Sarah Winnemucca Hopkins, filha do Chefe indígena Paiute Winnemucca, na página 75 do seu livro Life Among the Paiutes, confirma o fato afirmando que o seu povo guardou os cabelos ruivos daquele povo durante séculos..

Arcada dentária de uma múmia de Lovelock

Dr. Karl Shuker: “O Inexplicado”

  • Próximo de Lovelock,  foram achados 2 grandes esqueletos no leito do lago Humboldt em fevereiro e junho de 1931. O primeiro media 2,6 metros de altura e parecia ter sido embrulhado em um tecido coberto com goma como as múmias egípcias. O segundo esqueleto tinha quase 3 metros (Review – Miner, 19/6/1931).
  • Samuel Hubbard, Curador Honorário de Arqueologia do Museu de Oakland, descobriu dois corpos petrificados sendo um de 4,6 e o outro de 5,5 metros, no Grand Canyon do Arizona. Próximo ao local foi encontrado um grande número de pegadas de 43 a 50 centímetros de comprimento (The Hubbard Discovery, Setembro de 1923).
  • Em Julho de 1877, na região de Spring Valley próximo de Eureka, estado de Nevada, foram encontrados um joelho e um osso de perna humana tendo esta a medida de 99 centímetros, equivalente a altura de uma pessoa de aproximadamente 3,5 metros. Os ossos estavam bastante carbonizados devido a sua idade (Strange Relics from the Depths of the Earth, J.R. Jochmans, 1979).

Um Império de Gigantes

(Artigo escrito por Leandro para o site Mistérios Antigos – Os antigos habitantes da Terra)
http://misteriosantigos.50webs.com
e-mail: misteriosantigos@uol.com.br
Por volta de 550 antes de Cristo, os Persas formaram uma das civilizações mais prósperas e sofisticadas da Mesopotâmia. No auge deste império, seus domínios se estendiam desde o Egito até a Índia. Persépolis, a suntuosa capital, com pilares e muralhas de mais de 20 metros de altura, possuía um sistema subterrâneo de saneamento básico, um imenso reservatório elevado de água esculpido aos pés da montanha, e as enormes pedras usadas para o nivelamento do solo eram unidas por juntas de metal.

Persépolis.

Obs: É de causar no mínimo apreensão, quando dados da ONU de 2006 apontam que quase metade da população mundial não tem acesso a saneamento básico.

Ciro, O Grande, fundador e rei Persa, deixou como legado o primeiro documento referente aos direitos humanos, em um cilindro de barro. O Cilindro de Ciro, antecede a Magna Carta em mais de um milênio. Trechos do cilindro revelam o respeito de Ciro pela humanidade, tolerância religiosa e liberdade.

Ciro declarava em seu reinado:

“O Senhor, Deus dos céus, me deu todos os reinos da Terra e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém de Judá. Quem dentre vós é, de todo o seu povo, seja seu Deus com ele, e suba a Jerusalém de Judá e edifique a Casa do Senhor, Deus de Israel; ele é o Deus que habita em Jerusalém. Todo aquele que restar em alguns lugares em que habita, os homens desse lugar o ajudarão com prata, ouro, bens e gado, afora as dádivas voluntárias para a Casa de Deus, a qual está em Jerusalém.”

Ciro, O Grande, em pedra:
Ciro, o Grande, rei da Pérsia.
Sob o comando de Dario, O Grande, o Império Persa atingiu seu apogeu, dominando diversas nações rivais, contendo revoltas, e aperfeiçoando leis e a política.

Neste período, numa montanha na província de Kermanshah, foi gravada uma inscrição em ponto tão elevado que nenhum humano era capaz de ler, a Inscrição de Behistun.

Indicação da inscrição no Monte Behistun, a 100 metros de altura.
A gravura mostra Dario junto com soldados persas dominando líderes de comunidades rivais. A diferença de altura entre eles é tão notável que parece até que seus subjugados eram anões.

Inscrição de Behistun, de Dario o Grande.
Há boatos de que quando Alexandre Magno invadiu Persépolis e tomou o trono, seus pés ficaram balançando ao ar como os de uma criança.

Por que será que a ciência não declara de maneira oficial que realmente existiram esses gigantes?
Gigantes.
Talvez porque vai contra a Teoria da Evolução das Espécies, de Darwin, na qual as carreiras desses cientistas foram fundadas?

Talvez porque revela indícios inegáveis de que as descobertas arqueológicas mais importantes do mundo estão sendo metódicamente ocultadas do conhecimento público para manter um modelo histórico falso?
Ossada gigante.
O modelo evolutivo diz que no início os organismos eram simples, primitivos, e ao longo de milhares e milhares de anos foram se tornando mais complexos, até chegar ao homem moderno. No entanto, quando olhamos para o passado, vemos que existiam civilizações com um avançado domínio tecnológico, em muitos aspectos, mais avançados do que nós.

Por exemplo:

*Você sabia que os Maias possuíam instrumentos cirúrgicos que eram 1.000 vezes mais afiados que as modernas lâminas de platina?

*Sabia que não existe guindaste no mundo capaz de transportar pesos próximos do peso das pedras usadas na construção do templo de Baalbek, no Líbano, e que essas pedras foram erguidas quase 10 metros de altura e unidas tão perfeitamente que não é possível introduzir uma carta de baralho entre uma pedra e outra?

*Sabia que mineradores em Klerksdorp, na África do Sul, encontraram centenas de esferas metálicas mais duras do que aço, na camada subterrânea Pré-Cambriana, tão perfeitas que não poderiam ser de outra origem senão criadas pelo homem? Porém, esta camada sedimentar onde as esferas foram encontradas pertence ao período geológico que corresponde a 2.8 bilhões de anos atrás, e nessa época, de acordo com a ciência atual, os organismos mais avançados no planeta eram células.