Amai-vos intensamente uns aos outros,disse Jesus

 

1 Pedro cap.1 v.22-25: “Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; Mas a palavra do Senhor permanece para sempre.”

23-11-2015 126

Pr. Ângelo Medrado

João 15:5-14… Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo. Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito. Nisto é glorificado meu Pai, para que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos. Como o Pai me ama, assim também eu vos amo. Perseverai no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, sereis constantes no meu amor, como também eu guardei os mandamentos de meu Pai e persisto no seu amor. Disse-vos essas coisas para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa. Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando.

Realmente, o amor é um dom e uma ordenança, mesmo estando norteado pelas emoções e sentimentos o amor é a razão de escolher o que Deus quer que façamos. Em todos os relacionamentos, em todas as situações essa é a regra do amor – I Coríntios 13.  O amor não é como a mídia propaga nas novelas, bailes funk,filmes,pornografia,sacanagens etc. .A destruição do amor, pelo mundo, faz parte da estratégia satânica para enganar o povo que não lê a bíblia. O amor é a chave mestra que abre as portas do universo para a realização do propósito de Deus nas vidas daqueles que Nele crêem. Quando há essa declaracão  sincera de amor uns para com os outros o universo fará com que as coisas aconteçam, os anjos lutarão em favor dos justos, todas as barreiras cairão por terra e a vitória chegará. Por isso o Senhor Jesus disse que no final dos tempos o amor esfriaria. Estamos vivendo isso em nossos dias, no meio  da própria igreja. Vemos crentes derrotados porque não aplicam o mandamento do amor. Atraem para si desgraças, ódios, maldiçoes. Quem ama intensamente o próximo vence o mundo.

Em poucas palavras Jesus enfatiza o amor, o amor sem reservas e sem fronteiras, como ele afirma: “O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros, assim como eu amei vocês. Não existe amor maior do que dar a vida por seus amigos.” (Jo 15,12-13).

Jesus emite o seu mandamento: O mandamento do amor. Ele nos amou, entregando-se até a morte, mostrando assim o grande amor que o Pai tem pelo seu Filho único, transmitindo esse amor do Pai a todos os que o seguem: “como o Pai me amou, assim também eu amei vocês.” (Jo 15,9) e exorta os seus discípulos a amarem-se mutuamente: “amem-se uns aos outros como eu amei vocês.” (Jo 15,12).

Os que seguem Jesus devem amar-se intensamente, “Pois Deus amou de tal forma o mundo, que entregou seu Filho único, para que todo o que Nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna. De fato, Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, e sim para que o mundo seja salvo por meio dele.” (Jo 3,16-17).

Essa mensagem já era manifesta no livro de Levítico que já exortava os israelitas a esse respeito: “Não espalhe boatos, nem levante falso testemunho contra a vida do seu próximo. Eu sou Yahweh. Não guarde ódio contra ao seu irmão. Repreenda abertamente o seu concidadão, e assim você não carregará o pecado dele. Não seja vingativo, nem guarde rancor contra os seus concidadãos. Ame o seu próximo como a si mesmo. Eu sou Yahweh.” (Lv 19,16-18).

“Portanto, ame a Yahweh, seu Deus, com todo o seu coração, com toda a sua alma e com toda a sua força”. (Dt 6,5a). Tudo isso foi retomado por Jesus para expressar o essencial da Lei de Moisés, quando alguém lhe perguntou qual era o maior mandamento da Lei e: “Jesus respondeu: “ame ao Senhor teu Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma e com todo o seu entendimento”. Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: Ame ao seu próximo como a si mesmo. Toda a Lei e os Profetas dependem desses dois mandamentos;” (Mt 22,37-40).

Quem ama à Deus ama a seu irmão, ama o próximo. Quem não ama intensamente o seu próximo não ama à Deus. Entretanto, a grande dificuldade, hoje em dia é a manifestação desse amor às pessoas, pois confundem as coisas esquecendo-se que o verdadeiro amor não se refere a sexo, mas sim ao desejo de ver alguém feliz,  declarando esse puro amor para que as portas do universo se abram e  as coisas boas aconteçam com a pessoa amada, são desejos sublimes, sem interesse,despojado de qualquer má intenção é o desejo de estar na companhia da pessoa amada, de conversar com ela,de manifestar profecias de coisas boas, grandes e maravilhosas que farão com que a pessoa amada, independente de sexo, cor e raça aconteçam sobre ela deixando-a feliz.

Todos estão tão preocupados com os mandamentos do antigo testamento, os mandamentos mosaicos, dados aos hebreus e se esquecem que vivemos uma nova aliança em Jesus Cristo e com isso acabam ignorando o novo mandamento de Jesus: “Eu dou a vocês um mandamento novo: amem-se uns aos outros. Assim como eu amei vocês, vocês devem se amar uns aos outros. Se vocês tiverem amor uns para com os outros, todos reconhecerão que vocês são meus discípulos.” (Jo 13,34-35).

A definição bíblica do amor está em 1 Coríntios 13:4-7… O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Romanos 8:38-39… Pois estou convencido de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem demônios, nem o presente, nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Portanto: 1 Pedro cap.1 v.22-25: “Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; Mas a palavra do Senhor permanece para sempre.”

Declare o seu amor ao próximo e veja os acontecimentos sobrenaturais que sobrevirão sobre a sua vida. Que Deus os abençoe com o dom do amor verdadeiro.

045

 

Rev. Ângelo Medrado, Bacharel em Teologia, Doutor em Novo Testamento, referendado pela International Ministry Of Restoration-USA e Multiuniversidade Cristocêntrica é presidente do site Primeira Igreja Virtual do Brasil e da Igreja Batista da Restauração de Vidas em Brasília DF., é, ex-maçon, autor de diversos livros entre eles: Maçonaria e Cristianismo, O cristão e a Maçonaria, A Religião do antiCristo, Vendas alto nível, com análise transacional e Comportamento Gerencial.

3 comments for “Amai-vos intensamente uns aos outros,disse Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.