Categorias
curiosidades Noticias

Fanáticos religiosos no governo dos EUA acreditam que ETs são demônios

O artigo abaixo, de Anthony Bragalia, mostra uma das razões porque o desacobertamento dos OVNIs está sendo prejudicado:

o fanatismo de alguns membros do governo dos EUA.

Fanáticos religiosos no governo dos EUA acreditam que ETs são demônios

Uma nova análise surpreendente e uma visão geral dos relatórios disponíveis revelam que, dentro das agências de defesa e inteligência dos EUA reside um grupo-sombra que é influente, fanaticamente religioso e que prejudica ativamente os estudos ufológicos do governo e seus gerentes de programas associados, acreditando que os OVNIs são demoníacos.

Uma investigação contínua sobre essa situação bizarra e anticientífica procura chamar pelo nome os fundamentalistas que desejam desmantelar tais programas. Ao fazê-lo, eles destroem a reputação profissional e o avanço da ciência. Incrivelmente, esses evangélicos extremos acreditam que esses “alienígenas” sejam demônios (ou dos demônios) e que aqueles que os estudam estão brincando com fogo. Eles estão trabalhando de dentro para aplicar pressão sobre esses programas militares e de inteligência e sobre os profissionais envolvidos no exame dos fenômenos.

Faz mais de dois anos desde que o New York Times revelou a existência do Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) do Pentágono dos EUA. O programa tinha um orçamento reconhecido de US $ 22 milhões e sua execução foi de 2007-2012. Ele produziu relatórios de radar militar, imagens de câmeras de armas e relatórios de avistamentos detalhados de OVNIs (agora referidos oficialmente como Fenômenos Aéreos Não Identificados ou UAPs). O ex-gerente de programa da AATIP, oficial de inteligência Luis Elizondo, também confirmou a existência de uma coleção de materiais estranhos, semelhantes a metais, recuperados por civis e militares, aparentemente como resíduos de OVNIs ou itens de colisão. Os contratos federais foram cedidos à Bigelow Aerospace para a modificação de instalações perto de Las Vegas, NV, para abrigar e testar esses itens. A Bigelow Aerospace é de propriedade de Robert Bigelow, um bilionário e um dos principais contribuintes financeiros para causas de OVNIs, próximo ao senador Harry Reid e a outros indivíduos influentes.

Mas a coisa vai muito além disso:

  • O antecessor de Luis Elizondo (um cientista de foguetes PhD ‘Beltway’) suportou esforços dos fanáticos religiosos para infligir ruína profissional a ele, porque os dados que ele estava reunindo eram uma ameaça ao sistema de crenças deles! Parece que um elemento específico de extremistas religiosos se colocou de alguma maneira nas principais agências militares e de inteligência do governo que lhes permitiram fazer isso. E esse elemento não gostou das descobertas do antecessor de Elizondo – e tentou destruir sua carreira – porque eles acham que os OVNIs e seus ocupantes demoníacos.
  • O próprio Elizondo, ao gerenciar o programa, experimentou obstáculos semelhantes aos que impõem sua estranha crença de ET-como-Diabo.
  • Incrivelmente, o ex-funcionário de estudos de OVNIs do Ministério da Defesa do Reino Unido, Nick Pope, também se apresentou para dizer que ele também foi prejudicado em seu trabalho sobre o fenômeno por pessoas que o consideram satânico, fazendo essas campanhas anticientíficas em todo o mundo.
  • Este autor se esforça para rastrear e nomear os extremistas religiosos que estão impedindo o estudo de OVNIs do governo e os gerentes de programas que podem os estar ajudando.

Essa ameaça à ciência, à racionalidade e à investigação livre é galopante. E, infelizmente, esse conjunto de crenças não se limita a apenas um ramo ou agência. Essa maneira de pensar supersticiosa e reacionária é difícil de entender em 2020, mas se espalha para oficiais de alto escalão das forças armadas e da inteligência dos EUA que, impulsionados pela estranha ideia de que os ET são demoníacos, continuam a impedir o estudo autorizado dos OVNIs.

Elizondo divulga a interferência por autoridades que alegam que os ETs são demônios

Luis Elizondo, ex-chefe da AATIP

O blog do site da To The Stars Academy (TTSA), em 1 de novembro de 2018, apresentou um artigo breve e pouco conhecido ou mencionado publicado por Luis Elizondo, onde ele escreve em parte:

Fenômenos aéreos não identificados (de sigla em inglês, UAP) têm sido associados a demônios e crenças anti-cristãs-judaicas. Eu experimentei isso em primeira mão durante o meu tempo trabalhando no Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) do governo dos EUA, onde certos altos funcionários do governo pensaram que nossa coleção de fatos sobre os UAPs era perigosa para suas crenças filosóficas. De fato, a carreira do meu antecessor da AATIP foi arruinada por causa de um medo equivocado por alguns poucos da elite. Em vez de aceitarem os dados fornecidos por um cientista de foguete de alto escalão, eles decidiram que os dados eram uma ameaça ao seu sistema de crenças e, em vez disso, destruíram sua carreira por causa disso.

Essas admissões extraordinárias de Elizondo indicam que ele e a pessoa que ocupou esse cargo anteriormente experimentaram a mesma loucura de que “alienígenas são o diabo” e impedimento de carreira por funcionários, quando eram gerentes do programa UAP.

O cientista do Pentágono cuja carreira foi destruída pelos fanáticos religiosos anti-OVNI

Fanáticos religiosos no governo dos EUA acreditam que ETs são demônios
Dr. James Thomas Lacatski, predecessor de Luis Elizondo. Foto de 1986.

O Dr. James Lacatski não é um nome familiar no mundo dos OVNIs – mas deveria ser. Ele era o gerente de programa do estudo de OVNI do Pentágono pouco antes de Luis Elizondo. Elizondo forneceu pistas sobre Lacatski em seu post. Essas pistas e outras levaram ao nome de Lacatski, graças ao brilhante trabalho de Keith Basterfield, pesquisador e escritor australiano de longa data de OVNIs, e Roger Glassel, pesquisador sueco de OVNIs, especializado em arquivamento de documentos obtidos pela Lei de Liberdade de Informação (de sigla em inglês, FOIA). Eles aprenderam sobre um Programa Avançado de Aplicações de Sistemas de Armas Aeroespaciais (de sigla em inglês, AAWSAP). Glessel afirma que “o AAWSA, se não a mesma coisa, parece estar intimamente relacionado ao AATIP”. O suporte para isso agora veio de várias fontes:

  • O premiado colunista dos prêmios Emmy e Peabody, Las Vegas, George Knapp (repórter investigador de TV), que conhece pessoalmente o senador Harry Reid, D-NV, aposentado) Confirma que: “O senador Harry Reid e seus colegas conseguiram financiamento para um estudo em andamento, mas não foi chamado AATIP. O acrônimo original era AAWSAP ou Advanced Aerospace Weapon System Applications Program.
  •  O próprio senador Harry Reid (D-NV, aposentado) declarou: “Recebi uma comunicação de um homem que trabalhava para uma das agências de defesa, um PhD. Ele disse: ‘Eu sei tudo sobre foguetes, mas não sei o que são essas coisas’.” Reid certamente estava se referindo a Lacatski, que era um cientista sênior da Agência de Inteligência de Defesa e especialista em assuntos que incluem novos métodos de energia e propulsão. O senador Reid também disse a George Knapp que o programa OVNI do Pentágono foi encerrado por razões que incluem:”havia outras autoridades que tinham objeções religiosas“.
  • Nick Pope, um ex-investigador de OVNIs do Ministério da Defesa do Reino Unido, disse recentemente ao repórter do jornal Metro (Reino Unido), Jasper Hamill, que ele encontrou o mesmo tipo de atitude ao trabalhar no Reino Unido, e que ele próprio ouviu falar dos fanáticos religiosos nos EUA versus discos voadores com o AATIP: “Eu sabia que a reação do Pentágono à pesquisa de OVNIs se devia em parte à crença religiosa de alguns dos envolvidos“, disse ele. “Era uma ironia estranha que as investigações de OVNIs estivessem sendo dificultadas porque algumas pessoas que creem em Deus significava que eles não acreditavam na existência de vida extraterrestre ou que consideravam os OVNIs e extraterrestres como demoníacos. O fato de algumas pessoas considerarem os OVNIs como demoníacos parece ter suas raízes na descrição bíblica de Satanás como sendo ‘o príncipe do poder do ar’. Luis Elizondo diz que se deparou com uma reação religiosa da equipe sênior quando dirigiu o Programa de OVNIs do Pentágono, e vi algumas evidências disso também no Ministério da Defesa (Reino Unido)“. Isso sugere que essa mentalidade que considera “alienígenas são demônios” é global e existe entre elementos poderosos em outras nações além dos Estados Unidos.
  • A Agência de Inteligência de Defesa aprovou um estudo intitulado ‘Warp Drive, Dark Energy, and Manipulation of Extra Dimensions‘ (Motor de Dobra Espacial, Energia Negra e Manipulação de Dimensões Extras), associado ao AAWSAP [link]. James Lacatski é nomeado como o contato deste documento, Gerente de Programa da AAWSAP. Este estudo faz parte de uma série de relatórios avançados de propulsão e tecnologia de navegação produzidos no âmbito do programa.

​​Como essa facção religiosa incorporada à inteligência militar impede o estudo autorizado dos OVNIs? Existem várias maneiras possíveis: depreciação e assédio verbal, isolamento, não responder a perguntas, negar ou atrasar os recursos necessários, emitir relatórios de desempenho ruins e limitar a equipe do programa.

Encontrando e perdendo Lacatski

Este autor localizou o Dr. Lacatski, 68, e obteve suas informações de contato pessoal e entrou em contato diretamente com ele na aposentadoria em sua casa em Bowie, estado de Maryland, em meados de dezembro de 2019. O Dr. Lacatski, como muitos, aparentemente não atende o telefone de números não conhecidos. Depois de algumas respostas por alguns dias, deixei uma mensagem de voz pedindo que ele me ligasse de volta, indicando que queria contar brevemente com a assistência dele em um projeto de “história da ciência”. Não recebendo sua resposta, uma segunda e última mensagem de voz deixada por mim foi mais direta e detalhada. Pedi ao Dr. Lacatski que considerasse contar sua história porque ela está sendo contada por outras pessoas (mencionando Elizondo) e que precisamos chamar esse elemento anticientífico agora pelo nome e impedir que isso aconteça novamente, porque, infelizmente, ainda está para outras pessoas.

Não recebi resposta dele. Mais tarde, entrei em contato com sua esposa, Wisal, 61, empregada pela NASA, através de um e-mail de trabalho lá. Mais uma vez, sem resposta. E não é surpresa: suspeito que eles querem paz e pensões federais. Quem pode culpá-los? Lacatski já passou por loucura luciferiana suficiente e provavelmente não deseja revivê-la. Ele é um herói silencioso. Tudo o que ele tentou fazer foi servir a ciência e nosso país em busca do desconhecido e, em vez disso, foi atacado por fanáticos religiosos.

O interesse em coisas paranormais de Lacatski

Descobri que Lacatski foi criado em uma família onde a educação escolar católica era valorizada. Até a mãe dele era uma menina da escola católica. Mas Lacatski também tem um interesse muito forte nas coisas paranormais e extra-dimensionais. Isso provavelmente contribuiu para a razão pela qual o elemento religioso ultraconservador quis expulsá-lo.

  • Lacatski queria visitar uma famosa fazenda de 550 acres em Utah, onde por mais de meio século os fenômenos paranormais e OVNIs têm a reputação de ter ocorrido. Por anos, até recentemente, a fazenda era de propriedade de Robert Bigelow (mencionado anteriormente) e é conhecido como o ‘Skinwalker Ranch‘. As atividades e entidades incluem avistamentos de orbes e OVNIs, animais criptídeos, poltergeists e campos magnéticos perturbadores. Uma coisa reveladora foi mencionada no The New York Times em 17 de dezembro de 2017: “O Sr. Reid disse que seu interesse em OVNIs veio do Sr. Bigelow. Em 2007, o Sr. Reid disse na entrevista que o Sr. Bigelow disse a ele que um funcionário da A Agência de Inteligência de Defesa o procurou, querendo visitar a fazenda de Bigelow, em Utah, onde conduziu pesquisas. Reid disse que se encontrou com funcionários da agência logo após sua reunião com Bigelow e descobriu que eles queriam iniciar um programa de pesquisa sobre OVNIs“. Após esta reunião com Reid e Lacatski, o programa (AAWSAP, mais tarde AATIP) começou com Lacatski, e mais tarde Elizondo. Isso é apoiado pela pesquisa e é considerado parecer de Keith Basterfield (investigador de OVNIs mencionado acima).
  •  Lacatski também está intimamente associado ao Dr. Eric Davis, um professor da Baylor que recebeu contratos militares para documentos técnicos sobre conceitos novos e hiper-técnicos de viagens espaciais. Davis também é conhecido por estar envolvido com OVNsI. Veja o email de Davis de 2002 para o almirante Tom Wilson, diretor da Agência de Inteligência de Defesa (de sigla em inglês, DIA) de 1999-2002, discutindo a realidade de visitar o ET [link]. Davis também afirma que no Skinwalker Ranch ele testemunhou a presença de uma grande entidade de cabelos escuros e outros fenômenos anômalos. O Dr. Lacatski está claramente listado como tendo lido e aprovado a publicação de Davis para o DIA mencionado acima (Warp Drive, Dark Energy e Manipulation of Extra Dimensions).

Os contatos de Lacatski se estendem a Reid, Davis, Bigelow e Elizondo. Ele está bem conectado a esse círculo paranormal/OVNI e provavelmente a outros semelhantes.

Robertson, Falwell, Huckabee fornecem informações sobre o estado mental dos que pensam que “alienígenas são demônios”.

Fanáticos religiosos no governo dos EUA acreditam que ETs são demônios
Pat Robertson
Fanáticos religiosos no governo dos EUA acreditam que ETs são demônios
Jerry Falwell
Fanáticos religiosos no governo dos EUA acreditam que ETs são demônios
Mike Huckabee

O grupo que desejou a expulsão do antecessor de Elizondo compartilha as mesmas opiniões sobre ET como extremistas evangélicos religiosos, como o ex-candidato à presidência da República dos EUA, Reverendo Pat Robertson, (programa de TV ‘The 700 Club‘) e o falecido Reverendo Jerry Falwell, de extrema direita e “Líder da Maioria Moral”, influenciador político e co-fundador da evangélica Liberty University, e Mike Huckabee, ministro, ex-governador, candidato à presidência republicana e comentarista da Fox News.

Pat Robertson declarou em numerosas ocasiões que os ETs são, na realidade, “demônios” e que estão tentando desviar as pessoas de Cristo. Ele afirma que mesmo o estudo de ETs é uma ofensa grave. Ele afirma: “A Bíblia diz que a Terra pertence ao homem, mas os céus pertencem ao Senhor. Ele nos deu a Terra”. Robertson alertou sobre os ETs: “Essas coisas são, na melhor das hipóteses, nada sem vida, inteligentes e demoníacas. Elas não são um anfitrião do céu, são anjos caídos”…

Já no final da década de 1970, Jerry Falwell conscientizou seus seguidores sobre seu pensamento a respeito do assunto. Em uma entrevista em Virginia Beach, ele advertiu que os OVNIs são uma “ferramenta satânica de engano para confundir a humanidade”. Em um sermão televisionado da mesma cidade, ele disse que os OVNIs eram “transportes de demônios do inferno”.

Em 2008, durante sua campanha, Mike Huckabee foi questionado sobre o assunto dos OVNIs e ETs, ao qual respondeu soletrando “G-O-D não U-F-O” (D-E-U-S e não O-V-N-I). Ele é conhecido por expor sobre o diabo e por depreciar os extraterrestres.

Relatórios sobre a facção fundamentalista anti-disco voador: “Eventos Finais” de Nick Redfern

Final Events 385x595, enhanced with Phot

O renomado escritor Nick Redfern foi o autor do livro inovador Final Events (Eventos Finais- Anomalist Books), em 2010. Ele contém o primeiro exame real das facções organizadas dentro do governo que promovem a crença de que os ET são realmente anjos enganosos, demoníacos e caídos. Ao denominar parte desse elemento como ‘a Elite Collins’, suas fontes e relatos são confiáveis ​​e se estendo por um período de anos.

E agora, uma década depois, em 2020, essa facção cresceu e seus esforços se intensificaram. Este é um reflexo claro da cultura e do clima político de hoje. Nós demonizamos aqueles que são diferentes de nós.

Newsweek afirma que os extremistas cristãos infiltraram o Departamento de Defesa

A correspondente da Newsweek, Nina Burleigh, em seu artigo de 22/05/2017 ‘Trump Effect Inspires Radical Christians in Military‘ (O feito Trump Inspira Cristãos Radicais nas Forças Armadas), aponta com perspicácia os perigos de cruzar o cristianismo radical e as forças armadas. Observe que o Departamento de Defesa é a agência de supervisão final do programa OVNI AATIP:

A mistura do cristianismo radical e o combatente dos EUA já está em andamento há algum tempo. Em 2007, o inspetor geral do Departamento de Defesa publicou um relatório sobre um grupo de oficiais e oficiais do Departamento de Defesa que ‘abusaram de sua autoridade’, promovendo um vídeo para a ‘Christian Embassy‘ (Embaixada Cristã), um equipamento evangelizador de alto nível com sede em Washington e um site projetado para fazer com que pareça um braço do governo dos EUA. As visões fundamentalistas estão decididamente em minoria na população em geral, mas têm adeptos em algumas das posições mais poderosas das forças armadas dos EUA, especialmente em Washington DC e nos arredores, e na cidade de Colorado Springs, sede da Academia da Força Aérea dos EUA e do comendo central nuclear do país.

​Dando os nomes das autoridades que atrapalham o governo em suas pesquisas sobre OVNIs, por que isto é “ímpio”

Podemos começar a entender quem são esses extremistas, voltando a Huckabee, Robertson e Falwell. Todos os três tinham aspirações políticas e forte influência no governo, sendo os três evangélicos extremistas. A influência que políticos e reverendos semelhantes a Huckabee, Robertson e Falwell têm sobre milhões de pessoas a respeito dos ETs, se estende claramente aos líderes militares e de inteligência.

Um criador de perfil apontaria para as características desses culpados como sendo de inclinação política da extremíssima direita; do Sul ou do Oeste; Casado e com filhos; Branco; Homem; 40 a 50 anos; de estrita persuasão fundamentalista cristã/evangélica/nascido de novo; e em uma posição alta o suficiente para poder exercer tal influência.

​Estudos bíblicos cristãos conservadores, ministérios, organizações da igreja e bolsas existem em todo o país (como a Embaixada Cristã, mencionada acima), cujos membros consistem exclusivamente em oficiais militares dos EUA (incluindo generais) e agentes de inteligência dos EUA. Eles se reúnem regional e nacionalmente em faculdades cristãs, igrejas evangélicas e bases militares, inclusiva na base militar Wright-Patterson. E pelo menos um desses grupos militares/inteligência (Christian Fellowship) se reúne no Pentágono (Sala 2C453) e na Liberty University de Jerry Falwell, na Virgínia Ocidental. Se esses oficiais e agentes acreditam nesse dogma demoníaco-alienígena e exercem a influência de suas crenças enquanto estão a serviço do país, isso é muito perigoso para os próprios fundamentos da ciência e da investigação livre.

Usando o perfil e as informações acima neste artigo – bem como uma pista fornecida por alguém a par de todos esses assuntos que preferem permanecer anônimos neste momento – estou começando a fazer uma pequena lista de pessoas em potencial, cruzando-os com aqueles que podem ter feito afirmações religiosas sobre o assunto e identificado aquelas que estão ‘na cadeia’ para os gerentes de programas de OVNIs afetados.

Espero obter sucesso nesta tarefa, pois uma vez que os encontre, irei publicar seus nomes e os exporei à vergonha.

– Anthony Bragalia

(Fonte)


O extremismo, seja qual for, trata-se da burrice humana trabalhando em prol do atraso da humanidade.

Mesmo se o fenômeno dos OVNIs fosse algo demoníaco – o que certamente não é – a raça humana tem o direito e o dever de saber a verdade, até mesmo para poder se proteger de qualquer ameaça eminente que supostas criaturas demoníacas poderiam nos apresentar.

Com um universo tão grande, que pode estar repleto de vida, esses ignorantes pensam que só há humanos ou demônios por aí, nada mais.

n3m3

Categorias
curiosidades

Sinal no céu: Mulher captura imagem da Cruz e TV gera vídeo viral

MICHIGAN.- Dizem que Deus se move de maneiras misteriosas, revelando-se de maneiras que muitas vezes nem percebemos na vida cotidiana.

No entanto, parece que o Senhor tinha uma maneira mais direta de se revelar a Mechaele Loraff, 46, que vive no sudoeste de Michigan.

Enquanto dirigia para o trabalho, quarta-feira de manhã, Loraff tirou uma fotografia do horizonte, na qual você pode ver uma cruz perfeita desenhada nas nuvens.

Embora Loraff tenha dito que percebeu que o sol iluminava as nuvens de maneira estranha, inicialmente ele só notou o pilar de luz surgindo no horizonte.

Não foi até ele checar novamente a fotografia em seu celular que ele descobriu o feixe horizontal que completa a cruz.

“O local da fotografia fica nos arredores de uma fazenda, então, quando cheguei à esquina, pude ver o nascer do sol e parecia uma cúpula. A partir dessa posição, o pilar de luz chamou minha atenção ”, disse Loraff ao Mlive.com

“Vendo mais tarde a cruz no meu telefone, pensei em compartilhá-la.”

Sua fotografia foi ao redor do mundo depois de enviá-la a um amigo que trabalha no serviço meteorológico do estado. O especialista viu a fotografia e confirmou que é um fenômeno natural, onde é possível ver como a luz do sol é projetada nas nuvens, criando a bela imagem que Mechaele capturou com sua câmera.

Os comentários nas redes sociais concordam principalmente que é um “sinal de Deus” que prediz “tremendas mudanças” e que uma “renovação espiritual cristã” do povo de Michigan emerge e, portanto, de todos Estados Unidos.

Categorias
Ciência curiosidades

‘Carne de porco’ feita de vegetais chama atenção na CES

Por Thiago Lavado, G1 — Las Vegas


'Carne de porco' feita de vegetais é destaque em feira; G1 provou

‘Carne de porco’ feita de vegetais é destaque em feira; G1 provou

Os produtos feitos de carne que não são carne estão crescendo no Brasil e esse é um mercado já consolidado nos Estados Unidos. Justamente por isso, um dos produtos que mais chamou atenção na Consumer Electronic Show (CES), a maior feira de tecnologia do mundo, foi o Impossible Pork, “carne de porco” falsa recém lançada pela Impossible Foods.

O produto é feito principalmente de grão de soja, óleo de coco, óleo de girassol e heme, uma espécie de composto modificado e baseado em ferro e que dá às receitas a aparência e gosto de carne — justamente a parte tecnológica da Impossible Foods.

'Carne de porco' feita de vegetais da Impossible Foods na CES — Foto: Thiago Lavado/G1'Carne de porco' feita de vegetais da Impossible Foods na CES — Foto: Thiago Lavado/G1

‘Carne de porco’ feita de vegetais da Impossible Foods na CES — Foto: Thiago Lavado/G1

Uma versão de salsicha também foi apresentada, mas ainda não há previsão para que os produtos cheguem ao mercado.

A empresa já tinha vindo à feira no ano passado, trazendo o Impossible Burger 2.0, reinvenção do seu produto original. Uma das principais concorrentes, a Beyond Meat, abriu capital em maio do ano passado, avaliada em US$ 3,8 bilhões. Hoje, essa empresa já vale US$ 5,2 bilhões.

Hamburguer vegetal da Impossible Foods na CES — Foto: Divulgação

Hamburguer vegetal da Impossible Foods na CES — Foto: Divulgação

Segundo a Impossible Foods, o intuito foi primeiro desenvolver produtos que se assemelhavam às carnes mais nocivas ao meio ambiente, principalmente gado, justamente para reduzir o consumo de carne.

Com o Impossible Pork, a empresa mira a carne de porco, que lidera os índices de consumo, com uma fatia de 36% do consumo total, segundo dados da ONU de 2012.

Venda de hamburguer vegetal em supermercado dos Estados Unidos — Foto: DivulgaçãoVenda de hamburguer vegetal em supermercado dos Estados Unidos — Foto: Divulgação

Venda de hamburguer vegetal em supermercado dos Estados Unidos — Foto: Divulgação

A carne de porco também é muito consumida em países da Ásia — mercado da empresa fora dos Estados Unidos. Atualmente a Impossible Foods está também em Hong Kong, Macau e Singapura.

Entre os próximos passos, a companhia promete outros tipos de alimentos que se assemelham a outras carnes: peixe, frutos do mar e até mesmo derivados de animais como leite e queijo.