“Somos todos filhos de Deus”, o apelo do Papa Francisco ao ecumenismo

VATICANO.- O Papa Francisco fez um novo vídeo no qual ele declara que não importa qual religião se professa, porque “somos todos filhos de Deus”. Assim começando uma nova etapa na aliança ecumênica que foi planejada por um longo tempo. (veja o vídeo no final da nota)

O vídeo foi feito pelo Papa como um pedido ao grupo de oração e começa com a seguinte frase:

“A maioria dos habitantes do planeta declara-se crentes, isso deve provocar um diálogo entre as religiões. Não devemos parar de orar por ele e colaborar com aqueles que pensam de forma diferente”

franciscoLá, após a aparição do Papa, uma mulher diz no vídeo: “Eu confio em Buda”, então uma pessoa de origem judaica diz: “Creio em Deus”, um católico diz: “Eu creio em Jesus Cristo” e, finalmente, um muçulmano diz “eu acredito em Deus, em Allah”

O vídeo é claramente um apelo para a unificação das religiões, ou, como muitos concordam, é um chamado para uma aliança ecumênica.

oração“Muitos pensam de maneira diferente, sentem-se diferentes, buscam a Deus e encontram Deus de maneiras diferentes. Nesta multidão, nesta gama de religiões, há apenas uma certeza que temos para todos: SOMOS TODOS FILHOS DE DEUS “continua o vídeo.

Francisco salientou que, apesar do “leque” de crenças que coexistem no mundo, “somos todos filhos de Deus”.

O objetivo do vídeo é gerar uma união inter-religiosa ou ecumênica, cujo ponto central é o “amor”. (de acordo com o que eles acham que é amor)

Francisco termina sua mensagem pedindo uma difusão dela.

“Eu confio em você para espalhar o meu pedido este mês: que o diálogo sincero entre homens e mulheres de diferentes religiões traga frutos de paz e justiça. Eu confio em sua oração ” Aqui você pode ver o vídeo:

Siga-nos
error0